Por Raquel de Godoy Retz Em Igreja

Concentração e tecnologias

Alguns pais já me perguntaram sobre como auxiliar o filho a ter maior concentração.

 

criança jogo de xadrez

Dica para treinar a concentração: brincadeiras como quebra cabeça, 
xadrez e palavras cruzadas.

Sem dúvida, a resposta pode ser dada em várias perspectivas, como: sim, existem exercícios de concentração, ou ainda precisamos entender como é a rotina da família e da criança para intervir com mais eficiência ou ainda milhares de outros ângulos de análise para elaborar uma resposta mais adequada.

Aqui desejo abordar somente um ponto de vista: a relação do uso da internet e a concentração.

Vários estudos já foram publicados sobre este assunto e recentemente alguns países do oriente discutem sobre a legislação que regula o tempo de permanência de uma criança ou adolescente, em frente a redes sociais e programas de internet.

Isto ocorre após comprovação de que a leitura de texto em redes sociais ou na internet é dada em blocos e muitas partes do texto são somente “escanadas”, saltando partes e deixando estes trechos sem ler. Consequentemente, as pesquisas apontam que este processo de aprendizagem aliados à tecnologia é mais superficial e de baixa memorização.

O uso de equipamentos eletrônicos portáteis dificulta qualquer concentração, pois a cada momento as ferramentas de whatsapp, twitter, facebook, Skype, enviam avisos e configuram uma reação de concentração descontinuada, formatando o cérebro a este tipo de reação, frente a qualquer informação.

Agrava-se a infinidade de sons a que somos expostos desde pequenos. Brinquedos sonoros, desde bebês, até os jogos com três ou quatro tipos de sons simultâneos. O cérebro busca assimilar as imagens e sons a que está exposto. Silêncio é na atualidade um artigo tão raro, porém necessário para que nossa máquina intelectual possa apreender com profundidade o que se deseja ou precisa aprender.

Compararemos duas situações: ler um livro em uma sala silenciosa, sem nenhuma forma de interrupção e com iluminação adequada, deixa o cérebro mais disponível para apreender todo o conteúdo lido com boa qualidade de memorização; por outro lado, a leitura de um texto em um computador, com a possibilidade de simultaneamente ouvir a música preferida e sendo interrompido de vez em quando (quase sempre) por telefone, chamadas publicitárias, skypes e ou mensagens de facebook com outros assuntos, será uma sobrecarga ao cérebro e, sem dúvida, com potencial bem menor de memorização.

Pode ser aparentemente sofisticada uma aula ou uma escola baseada em recursos tecnológicos, mas pode ser que o processo de aprendizado ou de aprofundamento fique prejudicado pelas interfaces dos equipamentos. Claro que não é sempre assim, nem de um lado, nem do outro, mas é certo que para melhor aprendizagem, as distrações, as interrupções ou a simultaneidade de atividades, podem atrapalhar o rendimento.

Uma mente inquieta, agitada por diversidade de assuntos e temas, que concorrerem ao mesmo tempo dentro dela, impede a assimilação correta e rápida de novos conteúdos. A fragmentação da vida de um adulto, por exemplo, que cuida de casa, emprego externo, família com crianças e, ao mesmo tempo, é estudante, tem muitos motivos de dispersão, o que dificultará a rápida assimilação em seus estudos.

Desta forma, o que pode amenizar tal situação seria a busca de equilíbrio e organização da vida, para fazer cada coisa a seu tempo e no seu espaço. Sabemos que, no dia a dia, isso pode ser considerado até uma ilusão, mas organização é uma meta que, quando apreendida, facilitará tudo na vida. Exercícios de relaxamento e concentração, antes de estudos, também são métodos para quem sofre a agitação exagerada, no dia.

Vale a dica que brincadeiras como quebra cabeça, xadrez, palavras cruzadas, ou exercícios como lista de palavras com a mesma letra ou cálculo mental são bons para treinar a concentração e a memorização, para todas as idades.

Assinatura Raquel de Godoy Retz

Escrito por
Assinatura Colunista Raquel
Raquel de Godoy Retz

Raquel de Godoy Retz

4 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Polyana Gonzaga, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.