Por Vinícius Paula Figueira Em Igreja

Defender os biomas: penitência quaresmal e compromisso cristão

Biomas são conjuntos de ecossistemas com características semelhantes dispostos em uma mesma região e que historicamente foram entusiasmados pelos mesmos procedimentos de constituição. No Brasil temos 06 biomas: a Mata Atlântica, a Amazônia, o Cerrado, o Pantanal, a Caatinga e o Pampa.

Biomas brasileiros Foto: Montagem shutterstock

Foto: shutterstock.com

Por outro lado, a Igreja Católica há algum tempo, tem sido voz profética sobre os dramas ecológicos da qual o próprio homem vem sendo autor, pois ter uma população de mais de 200 milhões de brasileiros, sendo mais de 160 milhões vivendo em cidades, gera sérias preocupações e inquietações. O impacto dessa concentração populacional sobre o meio ambiente gera diversas problemáticas que colocam em risco as riquezas dos biomas brasileiros.

O teólogo L. Boff pontua: “Uma das formas de as pessoas evitarem o agravamento dos fatores de riscos que comprometem a saúde do coração é não perder a conexão com a Terra”. Fazendo eco a essa verdade, a Igreja no Brasil insiste, persiste e nos convoca mais uma vez a converter o coração neste tempo quaresmal para cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos à luz do Evangelho.

:: Texto-base da CF 2017 aponta ações para o cuidado e cultivo da Casa Comum

:: Campanha da Fraternidade 2017 tem o desafio de despertar a consciência coletiva

Como realça o texto base da Campanha da Fraternidade (CF), a Sagrada Escritura não se preocupa diretamente com os biomas. Contudo, oferece elementos que iluminam a temática a partir do projeto de Deus nela apresentado. Tal projeto inicia-se pela criação e organização do mundo. E conhece uma ruptura por causa do pecado. Seu verdadeiro significado é revelado em Cristo Jesus.

:: + de Campanha da Fraternidade

Quando olhamos para o cartaz da Campanha da Fraternidade ficamos encantados com a diversidade de biomas do nosso País, beleza que vai da Amazônia e suas matas ao Pampa de gramíneas, com poucas árvores. O grande chamado e alerta que a CF 2017 nos faz é para o cuidado com os biomas que vem sendo depredados pela prepotência humana sedenta de lucro e de compensações. Logo, essa realidade manifesta a crise ecológica que pede uma profunda conversão interior.

A nossa reflexão e processo de conversão pode iniciar desde o momento abrirmos jornais, revistas, redes sociais e outros veículos de comunicação e vemos ações religiosas em prol da crise hídrica, todavia, poucas estão sendo as iniciativas concretas que estabilizem o problema. Não é verdade? Rezar, fazer caminhadas, novenas é tão importante quanto dobrarmos os joelhos para plantar uma muda que vai revigorar minha nascente, arborizar o ambiente e oferecer mais vida para todas as pessoas, por exemplo.

Em sua exortação apostólica Evangelii Gaudium, Francisco afirmou: “Nós, os seres humanos, não somos meramente beneficiários, mas guardiões das outras criaturas. Pela nossa realidade corpórea, Deus uniu-nos tão estreitamente ao mundo que nos rodeia que a desertificação do solo é como uma doença para cada um, e podemos lamentar a extinção de uma espécie como se fosse uma mutilação”.

A Campanha da Fraternidade 2017, abordando a realidade dos biomas brasileiros e as pessoas que neles moram, deseja despertar as comunidades, famílias e pessoas de boa vontade para o cuidado e cultivo da casa comum. Cuidar da obra saída das mãos de Deus deveria/deve ser um apostolado, um compromisso cristão.

Artigo Publicado na Revista Mensageiro do Coração de Jesus - Março 2017 - Loyola

assinatura vinicius colunista

 

Escrito por
Vinicius Figueira - Colunista (Arquivo Pessoal)
Vinícius Paula Figueira

Crítico, apaixonado por escrever, a ponto de escolher e se graduar em comunicação social pela Rede Kroton. Moro em Iconha, Espírito Santo, onde atuo como Coordenador Paroquial da Comunicação (PASCOM), e trabalho com Publicidade e Propaganda.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Polyana Gonzaga, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.