Por Redação A12 Em Igreja

Dia Mundial dos Doentes: Vaticano publica novo guia para trabalhadores da saúde

O Dia Mundial do Doente é celebrado no dia 11 de fevereiro desde 1992 quando o Papa João Paulo II instituiu o dia de Nossa Senhora de Lourdes como ocasião de oração, partilha, oferta do sofrimento pela Igreja, um apelo para que todos reconheçam no rosto do irmão enfermo a Santa Face de Cristo.

:: Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial dos Doentes

Na última segunda-feira (06) o Vaticano aSanta Sé apresentou a Nova Carta dos Agentes de Saúde, um guia aos profissionais de saúde para lidar com as diversas questões doutrinais e práticas que surgem no seu trabalho diário, diante dos novos desafios apresentados ante os avanços da medicina.

Trata-se de uma atualização da Carta publicada pela primeira vez em 1995, por iniciativa do Cardeal Fiorenzo Angelini, primeiro presidente do dicastério encarregado da área da saúde.

guia doutrinal agentes de saude_foto: ACI prensa

Traduzida em 19 línguas, há quase vinte anos, a Carta dos Agentes de Saúde, agora revisada e ampliada, tornou-se o “vade-mécum” teológico-moral-médico que serviu de base para o trabalho dos profissionais da saúde.

Este novo documento – por enquanto disponível apenas em italiano – é dividido em três partes principais: gerar, viver e morrer.

Na seção “gerar”, esclarecem os critérios para o tratamento da infertilidade e tudo o que está relacionado aos métodos naturais, não só como um meio de regulação da fertilidade, como também como um método para estimular a gravidez.

Na seção “viver” se reafirma a postura da Igreja em relação ao aborto, com novas referências e ampliando a sua relação com o direito à vida. No capítulo “morrer” se considera a atitude diante do doente na fase final da sua vida.

:: Intenções de oração do Papa Francisco para o mês de fevereiro

O responsável pelo texto do documento é Dom Zygmunt Zimowsky, ele faleceu em julho de 2016 e foi o último presidente do Pontifício Conselho para os Agentes de Saúde antes da sua integração ao Dicastério para o Serviço de Desenvolvimento Humano Integral.

 

"Certamente a Carta não esgota os problemas que podem ser encontrados, mas foi realizada justamente para oferecer uma linha-mestra a mais clara possível para os problemas éticos que devem ser enfrentados no mundo da saúde..."

A Nova Carta dos agentes de saúde é uma base comum para todos, explicou o professor ordinário de Bioética da Universidade Católica de Roma, Antonio Gioacchino Spagnoli, um dos especialistas que renovaram a Carta:

“Certamente a Carta não esgota os problemas que podem ser encontrados, mas foi realizada justamente para oferecer uma linha-mestra a mais clara possível para os problemas éticos que devem ser enfrentados no mundo da saúde, em harmonia com os ensinamentos de Cristo e do Magistério da Igreja”, colocou.

A mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial dos Doentes 2017 traz o tema “Admiração pelo que Deus faz: “o Todo-Poderoso fez em mim maravilhas” (Lc 1, 49)”.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.