Por Elisangela Cavalheiro Em Igreja

“Vou com um coração missionário”, diz Dom Darci Nicioli em coletiva

Dom Darci José Nicioli foi nomeado nesta quarta-feira (09) pelo Papa Francisco para assumir o cargo de arcebispo de Diamantina (MG). Em coletiva realizada nesta manhã, na Pousada e Seminário Bom Jesus, o futuro arcebispo e o cardeal arcebispo de Aparecida Dom Raymundo Damasceno Assis, receberam os jornalistas. Em um misto de alegria e saudade, o cardeal e o bispo auxiliar falaram sobre a nomeação.

Coletiva sobre a nomeação de Dom Darci Nicioli para a Arquidiocese de Diamantina  (Crédito: Elisangela Cavalheiro)

Dom Damasceno abriu a coletiva lembrando a dedicação e o ministério do bispo auxiliar nos 20 anos em que esteve à frente de diversas funções na cidade de Aparecida.

“Pelo seu trabalho aqui em Aparecida por tantos anos, um trabalho realizado com tanta dedicação, com tanta competência e com tanto zelo granjeou sem dúvida nenhuma a estima, consideração, apreço e respeito da população de Aparecida de um modo especial, mas também da nossa Arquidiocese de Aparecida e também granjeou a estima dos romeiros que vem ao Santuário e que aprenderam a admirá-lo por sua dedicação”, referiu o cardeal.

Coletiva sobre a nomeação de Dom Darci Nicioli para a Arquidiocese de Diamantina  (Crédito: Elisangela Cavalheiro)Dom Damasceno comentou ainda a função de um bispo auxiliar enquanto alguém que contribui com a missão evangelizadora de uma diocese, e recordou que foi ele mesmo quem pediu ao Papa a cooperação do então reitor do Santuário Nacional para ajudá-lo na condução da arquidiocese.

“Há três anos solicitei ao Papa a colaboração de Dom Darci José, na época reitor do Santuário Nacional, devido justamente a sua experiência em Aparecida, seu conhecimento do Santuário e da nossa região, e sua capacidade administrativa e pastoral. Então esse pedido foi atendido e ele agora está terminando o seu terceiro ano de bispo auxiliar”, recordou Dom Damasceno.

O cardeal lamentou ainda a perda e o “sacrifício” que enfrentará com a transferência do bispo auxiliar na condução da arquidiocese, ao mesmo tempo em que manifestou o seu apreço pela decisão do Papa, que tem sempre como finalidade o maior bem de toda a Igreja,

“A Igreja é maior que a Arquidiocese, o serviço do Reino é maior, de modo que, com este sentimento de pesar, mas também com alegria, concordei inteiramente com a transferência de Dom Darci decidida pelo Papa Francisco”, comentou lembrando a importância da arquidiocese mineira para a Igreja do Brasil. “Temos a certeza de que a sua presença em Diamantina significará uma contribuição muito positiva para aquela Igreja”, finalizou.

Confiança em Deus

Coletiva sobre a nomeação de Dom Darci Nicioli para a Arquidiocese de Diamantina  (Crédito: Elisangela Cavalheiro)Dom Darci ao tomar a palavra manifestou a sua confiança no projeto de Deus para sua vida. “A obra não é nossa, a obra é de Deus, e a gente sabe que Ele cuida. Aqueles que Ele chama, Ele envia e mantém, e é nessa confiança que eu sigo para esta Igreja particular de Diamantina”, afirmou.

Sobre os desafios que enfrentará em Diamantina, Dom Darci destacou o tamanho de sua responsabilidade ao assumir uma arquidiocese com 34 municípios em um território 47 vezes maior do que Aparecida, que atinge cerca de dois milhões de pessoas.

“Vou com um coração missionário, como aprendi desde pequeno. Sou missionário redentorista e meu pai espiritual Santo Afonso Maria de Ligório. Com esse coração missionário que sigo para esta nova missão na Arquidiocese de Diamantina”, pontuou.

Ao A12.com, Dom Darci falou sobre o seu legado para a Arquidiocese de Aparecida e as impressões sobre a sua nova missão. Confira a entrevista. 

Ouça a entrevista: 

Leia mais: Dom Darci Nicioli é nomeado arcebispo de Diamantina (MG)

40 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.