Por Elisangela Cavalheiro Em Igreja

Em Aparecida, profissionais refletem dimensão evangelizadora do turismo religioso

Neste sábado, 27, dia em que é celebrado o Dia Mundial do Turismo, cerca de 100 profissionais do setor de turismo de todo o país se reuniram em Aparecida, no Santuário Nacional, para a 1ª Romaria Nacional dos Profissionais de Turismo a Aparecida. A iniciativa pretende promover uma maior integração entre esse profissionais e proporcionar reflexões sobre o turismo, sobretudo o turismo religioso, a partir do tema central: "A Dimensão Evangelizadora do Turismo Religioso no Brasil".

1ª Romaria dos Profissionais de Turismo a Aparecida (Foto Elisangela Cavalheiro)

O evento organizado pela Confederação Nacional do Turismo e a Associação dos Guias do Circuito Turístico Religioso (AGCTUR) contou com a presença do bispo referencial da Pastoral do Turismo, Dom Murilo Krieger, scj, arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, que tratou o tema central no início da manhã deste sábado. 

Foto de: Elisangela Cavalheiro/A12. 

1ª Romaria dos Profissionais de Turismo a Aparecida (Foto Elisangela Cavalheiro)

Dom Murilo falou sobre a dimensão
evangelizadora do turismo religioso no Brasil. 

Antes de aprofundar a dimensão evangelizadora do turismo religioso no Brasil, dom Murilo traçou inicialmente o contexto do turismo na atualidade, destacando o que chamou de "mobilidade frenética". "Aproveita-se de todas as oportunidades para viajar e fugir do cotidiano, quer em curtas viagens nos finais de semana quer em longas viagens de férias. O importante é não ficar em casa!", pontuou o arcebispo. 

Essa realidade está relacionada à necessidade de se "desfazer da rotina massificante", indicou dom Murilo. "O trabalho torna-se um peso, o cotidiano, monótono; o relacionamento humano nos escritórios e fábricas, frio. Estressadas, esgotadas física ou psiquicamente, vazias interiormente, entediadas, as pessoas viajam", frisou. 

A partir dessa constatação, dom Murilo abriu um questionamento aos participantes, o de como fazer para que "as férias e o lazer experimentados longe de casa não sejam apenas uma fuga do cotidiano e dos problemas, mas também uma oportunidade de enriquecimento interior, de exercício da liberdade, de maior compreensão mútua, de novos laços de solidariedade?", indagou.

"Pode o Turismo ajudar-nos a construir um mundo melhor? Enfim, como dar uma 'alma' ao Turismo?", completou. 

Uma das organizadoras do evento, Lenir Proença, coordenadora da Sede Nacional para o Desenvolvimento do Turismo Religioso Brasileiro, entidade sediada em Aparecida (SP), falou com o A12.com e comentou a expectativa em torno da 1ª Romaria Nacional dos Profissionais de Turismo a Aparecida. Ouça:

O turismo religioso e sua contribuição para a evangelização

Continuando sua reflexão o arcebispo adentrou o ponto central de sua reflexão, assinalando a responsabilidade evangelizadora dos centros de peregrinação religiosa, como espaços privilegiados de oração e vivência da espiritualidade. "A Igreja, de sua parte, constata que, além da multidão de turistas, há multidões que deixam suas casas em busca de um santuário. São os peregrinos, os romeiros", sublinhou. 

Multidão que impõe desafios à Igreja Católica, destacou dom Murilo. Diante das milhares de pessoas que buscam viver sua fé em grandes centros de peregrinação, como levá-los a ter um encontro com a proposta da "vida nova em Cristo"?

Diante desse outro questionamento, dom Murilo lançou algumas luzes para a ação pastoral da Igreja no mundo do Turismo a partir da colaboração dos fiéis leigos.

[As 20 indicações feitas por dom Murilo, como a íntegra de sua palestra pode ser conferida aqui].

Ao concluir sua fala, dom Murilo lembrou que "viajando, o turista percebe que é um peregrino no tempo e no espaço" e em seu íntimo manifesta uma profunda inquietação de continuamente descobrir novos horizontes. Nesse sentido, o arcebispo destacou que "somente no infinito de Deus se alcança a realização de nossos mais profundos desejos e buscas".

"Enquanto ainda peregrinos neste mundo, com Maria, a Mãe de Jesus, maravilhados com as belezas da Criação, turista e peregrino podem engrandecer o Senhor e cantar as obras maravilhosas que Ele fez", finalizou. 

Ao longo do dia, outras palestras integraram os participantes em temas relacionados ao Turismo Religioso, Turismo Religioso em Santuários e Templos e Roteiros Religiosos, Importância das agências, dos profissionais e do receptivo turístico na divulgação do Turismo Religioso, e ainda uma mesa redonda no final do encontro com o tema: “A relação entre os profissionais e a diversidade no Turismo”.

Às 18h00, uma missa transmitida pela TV Aparecida encerra a primeira romaria dos profissionais de turismo. Para a celebração é aguardado o Ministro do Turismo, Vinicius Lages. 

Mais informações: https://romariaprofissionaisdoturismo.com

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.