Por Irmão Diego Joaquim, C.Ss.R Em Igreja

Governando contra o Brasil

O governo federal já falou tudo o que podia sobre a necessidade do ajuste fiscal, assim também como a oposição já esbravejou sobre as causas que levaram o Brasil à situação crítica em que estamos hoje. A economia está mais fraca, o governo arrecada menos, e quem está assumindo o prejuízo é sociedade, com a alta das taxas públicas, especialmente tarifas de água e energia elétrica, que pressionam a inflação.

tributos

E se os tempos são difíceis, o governo federal devia ter começado a dar o exemplo já no início do ano, eliminando alguns inúteis ministérios que só servem para acomodar alianças políticas. Este investimento já está provado que não resolve, uma vez que o principal beneficiário destes cargos, o PMDB, não tem sido “companheiro” de verdade, e já ensaia a saída do governo.

Para não falar só do poder Executivo, o Legislativo também não ajuda muito. O mesmo PMDB, que vem proclamando “a verdade” em sua propaganda partidária, preside a Câmara e o Senado, e seguem gastando muito: esta semana, toda a frota de veículos que serve aos senadores foi trocada. O gasto com o serviço passou de R$ 1,9 milhão para R$ 2,3 milhões por mês.

Para dar conta de manter a máquina pública deste tamanho, o governo vai criando o ambiente para aumentar os impostos. As alternativas apresentadas são várias: aumento da Cide (imposto sobre os combustíveis) que iria beneficiar tanto o governo federal como os governos estaduais; há também a ideia de criar uma nova faixa de tributação no Imposto de Renda, e até a possível volta da CPMF.

O governo disse, há quase um mês, que estuda reduzir ministérios, mas parece não ter força política para fazê-lo. Prefere enviar a fatura do déficit do orçamento para a sociedade. Mesmo com os avanços que o país conheceu nos últimos anos, no campo social e da economia, parece que está faltando sensibilidade com a base. Aquela que um dia levou o PT ao poder.

A carga tributária do Brasil é alta demais. Eduardo Cunha diz que o governo está se “autodestruindo”. Não dá para saber se seria exatamente isso.

Assinatura Ir. Diego Joaquim

Escrito por
Irmão Diego Joaquim, C.Ss.R.
Irmão Diego Joaquim, C.Ss.R

Missionário Redentorista da Província de Goiás

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Polyana Gonzaga, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.