Por Redação A12 Em Igreja

Igrejas se unem para recordar cristãos mortos por ódio à fé

A exemplo do que aconteceu com o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, em 2015, a Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) iluminará de vermelho a Fontana de Trevi, em Roma, na próxima sexta-feira (29), para recordar o sangue dos mártires cristãos que hoje, mais que nos primeiros séculos, morrem por ódio à fé.

Fontana de Trevi

O evento contará com a participação das Igrejas espalhadas pelos cinco continentes que se unirão à iniciativa romana através da oração. A fundação AIS pretende chamar a atenção sobre o drama da perseguição dos cristãos, muitas vezes ignorada na atualidade. 

“Da Nigéria nos uniremos a vocês em oração para recordar e apoiar os cristãos perseguidos em nosso país e em muitas outras partes do mundo”, frisa o Arcebispo de Kaduna, Dom Matthew Man-Oso Ndagoso, que garante o apoio e a participação da Igreja na Nigéria a esse evento. 

“Os cristãos são perseguidos hoje em muitas partes do mundo. Portanto, é necessário que o seu drama seja divulgado”, disse o prelado nigeriano, cuja diocese se encontra entre as mais atingidas pela violência de Boko Haram. 

A Igreja no Paquistão também aderiu à iniciativa, assegura o Presidente da Conferência Episcopal Paquistanesa, Dom Joseph Coutts.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.