Por Eduardo Gois Em Igreja Atualizada em 17 SET 2018 - 08H16

Oblatos de São José celebram centenário no Brasil


Eduardo Gois/A12
Eduardo Gois/A12

Neste sábado, 15 de setembro, a Província brasileira dos missionários Oblatos de São José se reuniu com diversos membros para dar início às comemorações do centenário da província aqui no Brasil. O local escolhido foi o Santuário Nacional.

Vários apostolados estiveram presentes, como por exemplo, a juventude, o apostolado envolvido com as missões, a educação, etc., sendo eles membros das diversas localidades onde a província atua, como Curitiba, Cascavel, Londrina, Apucarana, Três Barras, todas no Paraná, além de São Paulo e Ourinhos no Estado de São Paulo, e também membros da cidade mato-grossense de Colniza.

Eduardo Gois/A12
Eduardo Gois/A12

Os fiéis que vieram até Aparecida para comemorar, participaram de um momento orante, no Centro de Eventos Padre Vitor Coelho de Almeida, local onde foi aberto oficialmente o centenário.

O Reitor do Santuário de São José em Apucarana, Padre Antônio Luís, disse que é uma alegria este encontro na Casa da Mãe, celebrando o centenário da província. “Almejada por José Marello, temos um carisma peculiar, que reproduz uma vida de apostolado e um ideal de serviço, como fez São José em Nazaré, partindo da imitação do seu estilo de vida, discreto humilde e trabalhador”, explica.

Eduardo Gois/A12
Eduardo Gois/A12

Segundo o padre, entre tantas intenções que os trouxeram até o Santuário, o principal motivo foi “encher as redes” para que todos possam voltar para casa abastecidos. “Estar aqui neste lugar sagrado, dando abertura ao centenário é pedir a Maria que olhe por nossa congregação, que renove o nosso compromisso evangelizador, assim como José Marello voltou a vida a Nossa Senhora, voltemos nós também a nossa vida sobre Ela”, afirma.

Os Josefinos, como são conhecidos, dedicam-se ao cuidado com os mais humildes em terras distantes. Em 1919, a Santa Sé indicou Oblatos italianos para missões em terras brasileiras, começando por Curitiba e litoral paranaense. Desde então, eles estão a serviço de diversas paróquias, obras sociais, colégios e faculdades no Brasil.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Eduardo Gois, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.