Por Redação A12 Em Igreja

Panamá acolhe mostra “Um Rosário de Belezas Artísticas”

Com o objetivo de tornar visível o grande significado que possui o Santo Rosário, assim como sua beleza, a Cidade do Panamá (PA) acolherá de 26 de março a 2 de abril a mostra "Um Rosário de Belezas Artísticas".

A exposição, que ocorrerá no Museu de Arte Religiosa Colonial -antiga Igreja e Convento de Santo Domingo- contará com uma bela coleção de rosários, mostras da arte popular local, que foram elaboradas por artesãs que fazem parte do Programa de Desenvolvimento Humano que dirige a Cáritas a nível local.

mostra “Um Rosário de Belezas Artísticas”Entre os rosários que ali serão expostos se destacam vários que foram elaborados com cristais swarovski; ainda se encontrarão artesanatos religiosos, entre eles crucifixos elaborados a mão pelas artesãs, assim como acessórios com motivos religiosos e peças de artesanato de Portobelo.

A exposição conta com o apoio conjunto do Instituto Nacional de Cultura, a Direção Nacional de Patrimônio Histórico, a Arquidiocese do Panamá e a Cáritas Arquidiocesana da Cidade do Panamá.

Precisamente uma das áreas de trabalho da Pastoral Social Cáritas Arquidiocesana é a promoção de microempresas que favoreçam o desenvolvimento humano do indivíduo e suas famílias. Entre os projetos, a pastoral procura melhorar a qualidade de vida de mulheres empreendedoras através de diversos cursos que informam e formam para consolidar projetos produtivos que favoreçam as fontes de ingresso e, por conseguinte, ofereçam qualidade de vida.

 O Museu de Arte Religiosa Colonial
O Museu de Arte Religiosa Colonial, onde vai acontecer a mostra, está situado na Cidade do Panamá. O lugar é a antiga capela e convento de São Domingos de Gusmão, edificado no segundo terço do século XVIII e restaurado pela Direção Nacional do Patrimônio Histórico no ano de 1974.

O museu, que mantêm seu carácter religioso, mantem em seu interior algumas peças que pertencem a famílias e igrejas da Cidade do Panamá e de outras povoações do interior do paós centro-americano, a maioria é de obras de origem espanhola, outras refletem diversas influências do istmo panamenho, além de peças pertencentes aos cursos de artesanato de Lima e Quito.

Entre as obras, há várias de artistas espanhóis que durante os séculos XVI e XVII se radicaram no Panamá e ofereceram às igrejas, assim como às famílias de origem espanhola, imagens de grande valor e objetos litúrgicos.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.