Por Polyana Gonzaga Em Igreja

Pastoral da Ecologia: Fiéis do Rio de Janeiro unem educação e consciência ambiental

Unir educação e justiça social, além de conscientizar sobre o uso sustentável dos recursos naturais estão entre as tarefas de um grupo de fiéis da comunidade de Andaraí, bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro (RJ).

Foto de: Arquivo da Pastoral

Pastoral da Ecologia Rio de Janeiro

Plantio de mudas é umas das ações
concretas da Pastoral da Ecologia.

Há dois anos, um grupo composto por 12 pessoas da Paróquia das Dores e São José criou a Pastoral da Ecologia.

Segundo o coordenador da Pastoral, José Luiz Miranda Pereira de Oliveira, o objetivo é unir educação ambiental e justiça social, trabalhando não só a questão ambiental, mas também o contexto social por trás de toda a interação humana com a natureza.

A iniciativa tem o apoio do atual pároco, padre Edilberto Lins, que é formado em biologia pela Universidade Federal de Pernambuco, o que, segundo os membros da pastoral só trás pontos positivos para a caminhada deles dentro da igreja.

Entre as atividades realizadas pela pastoral está o plantio de mudas, a coleta permanente de óleo de cozinha já utilizado; trabalhos de conscientização em conjunto com outras pastorais nos eventos da paróquia e a realização da benção dos animais no Dia de São Francisco de Assis.

O grupo também realiza eco caminhadas para proporcionar a aproximação das pessoas com a natureza. “Quando se deparam com a beleza das florestas, com a exuberância das árvores, as pessoas veem que a natureza não é nossa inimiga, ela está junto de cada um de nós”, ponderou Rodrigo Borba, membro da Pastoral.

A Pastoral realiza ainda parcerias com Cooperativas de Catadores locais, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e procura fomentar a realização de palestras e a distribuição de panfletos nas ruas e residências.

Foto de: Arquivo da Pastoral

Pastoral da Ecologia Rio de Janeiro

Grupo realiza encontros, palestras e
caminhadas eológicas.

Diante da atual escassez dos recursos hídricos, o coordenador José Luiz Miranda, ressalta a importância do trabalho da pastoral e o desafios do uso consciente e sustentável da água.

“No momento, estamos iniciando uma campanha de conscientização a nível paroquial para a utilização correta dos recursos hídricos no nosso dia a dia”, completou.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Polyana Gonzaga, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.