Por Redação A12 Em Igreja Atualizada em 13 ABR 2018 - 18H20

Sínodo sobre as mulheres é sugerido por Comissão latino-americana

Shutterstock.
Shutterstock.

A possibilidade de um Sínodo sobre as Mulheres foi levantada na Assembleia Plenária anual da Pontifícia Comissão para a América Latina (Cal), que ocorreu em março passado, no Vaticano. 

O evento reúne cardeais e bispos membros dessa Comissão, para discutir temas relevantes da Igreja neste continente. Neste ano a partir do tema da Assembleia Plenária: "A mulher, pilar da edificação da Igreja e da sociedade na América Latina", foram convidadas para a Plenária, um grupo restrito de 15 personalidades femininas provenientes da América Latina, com diferentes cargos de responsabilidade sociais e eclesiais. 

Divulgado nessa semana, o documento final da Assembleia Plenária indica um resumo dos frutos dos quatro dias de trabalho, e cita a necessidade de que a Igreja reflita mais profundamente sobre o papel das mulheres na vida e missão da Igreja. 

"Esta Pontifícia Comissão para a América Latina não pretende projetar seus próprios programas e as próprias exigências à Igreja universal, no entanto, coloca-se seriamente a questão de um Sínodo da Igreja universal sobre o tema das mulheres na vida e missão da Igreja. É o que propõe, em síntese, a Pontifícia Comissão para a América Latina (Cal) no documento final da sua Assembleia Plenária, realizada no Vaticano de 6 a 9 de março, sobre o tema 'A mulher, um pilar na edificação da Igreja e da sociedade na América Latina'".

Thiago Leon
Thiago Leon

Os membros da Comissão ilustram essa necessidade a partir da ideia de que, a mudança de época em que estamos imersos, exige da parte da Igreja um renascimento de seu dinamismo missionário, e "exige uma mudança de mentalidade e um processo de transformação análogo ao que o Papa Francisco conseguiu concretizar com as Assembleias do Sínodo sobre a família - que levou à Exortação Apostólica Amoris laetitia - e que agora se propõe com a próxima Assembleia sinodal sobre os jovens", lê-se no documento, publicado pelo L’Osservatore Romano.

"A Igreja Católica, seguindo o exemplo de Jesus, deve ser muito livre de preconceitos, dos estereótipos e das discriminação sofridas pela mulher, defende a Cal. As comunidades cristãs devem realizar uma séria revisão de vida para uma "conversão pastoral", capaz de pedir perdão por todas as situações em que foram e ainda são cúmplices de atentados à sua dignidade”.

“A abertura às mulheres deve proceder da nossa visão de fé e da conversão, que olha para o futuro com esperança, a partir do Evangelho de Jesus, que demonstrou 'liberdade', respeito e uma extraordinária capacidade de reavivar a chama do amor e da doação pessoal em muitas mulheres que ele encontrou em sua vida pública."

A comissão pede ainda que as Igrejas locais, tenham a "liberdade e a coragem evangélica para denunciar todas as formas de discriminação e opressão, violência e exploração sofridas pelas mulheres em diversas situações" e "para introduzir o tema da sua dignidade, participação e contribuição na luta pela justiça e a fraternidade, dimensão essencial de evangelização", acrescenta o documento.

As faculdades de teologia e de filosofia, são também igualmente convidadas "a continuar no aprofundamento de uma teologia da mulher, à luz da Tradição e do Magistério da Igreja, de renovadas reflexões teológicas sobre a Trindade e Igreja, do desenvolvimento das ciências e de maneira particular da antropologia, bem como as atuais realidades culturais dos movimentos e das aspirações das mulheres", defendem. 

"Que se promova em todas as Igrejas locais e através das Conferências Episcopais, um diálogo franco e aberto entre pastores e mulheres engajadas em diferentes níveis de responsabilidade (das dirigentes políticas empreendedoras e sindicais, até às lideranças de movimentos populares e comunidades indígenas)", conclui o documento.

Fonte: Vatican News.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.