Por Redação A12 Em Evangelhos

02º Domingo do Tempo Comum – Ano C


02º Domingo do Tempo Comum – Ano C

Reflexão: Pe. Luiz Camilo Jr - C.Ss.R
Interprete: Kiara Maria Socuta Quintanilha

(Jo 2, 1-11)
Naquele tempo, houve um casamento em Caná da Galileia. A mãe de Jesus estava presente. Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento.
Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: “Eles não têm mais vinho”.
Jesus respondeu-lhe: “mulher, por que dizes isto a mim? Minha hora ainda não chegou”.
Sua mãe disse aos que estavam servindo: “Fazei o que ele vos disser”.
Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer. Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros.
Jesus disse aos que estavam servindo: “Enchei as talhas de água”.
Encheram-nas até a boca.
Jesus disse: “Agora tirai e levai ao mestre-sala”.
E eles levaram. O mestre-sala experimentou a água, que se tinha transformado em vinho.
Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água.
O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: “Todo mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora!”
Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galileia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós Senhor.


REFLEXÃO
Estamos no início do Tempo Comum. Tempo marcado pela celebração da vida pública de Jesus e sua missão. Assim, a liturgia deste domingo nos coloca na dinâmica da missão de Jesus e ensina que para as coisas caminharem bem é preciso obediência a Jesus, fazendo tudo o que ele pedir. O Evangelho traz o primeiro milagre, o primeiro sinal que Jesus realiza manifestando sua ação em favor da vida. Este primeiro sinal acontece numa festa de Casamento em Caná. São muitas as lições que este evangelho nos ensina, e a primeira é a importância da obediência a Jesus, como tão bem pede Maria aos servos: “Façam tudo o que ele vos disser”. Quando não se obedece a Deus, faltam muitas coisas na vida. Na obediência ao Senhor se encontra o essencial. E nas bodas de Caná o essencial é representado pelo vinho, que simboliza a alegria, razão da festa na vida. Maria percebe que falta alegria justamente quando se vive indiferente a presença de Cristo. Então ela pede a Jesus que manifeste a ação do seu amor e pede aos servos que escutem o que ele vai dizer e façam o que ele ensinar. A presença de Jesus é a razão verdadeira para a festa da vida. Também é importante destacar que o primeiro sinal realizado por Jesus foi numa festa de casamento, que representa aliança de comunhão de vida. Assim, em Jesus, Deus quer fazer com seu povo uma nova aliança no amor. Maria, é mãe atenta às necessidades de seus filhos, conhece suas carências, e por isso ela intercede em favor da vida. Por isso, como discípulos de Jesus, servos do Reino, precisamos atender ao pedido de Maria e estar atentos ao que Jesus nos pede. Assim estaremos servindo e colaborando para a festa da vida, para a construção do Reino de Deus.

Site oficial: http://www.a12.com
https://www.facebook.com/portala12
https://twitter.com/portal_a12
Contato: contato@a12.com

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.