Por Redação A12 Em Evangelhos Atualizada em 21 SET 2018 - 13H42

Evangelho em Libras | 25º Domingo do Tempo Comum – Ano B



Reflexão: Padre Marcelo Magalhães - C.Ss.R
Intérprete: Kiara Maria Socuta Quintanilha

(Mc 9,30-37)

Naquele tempo, Jesus e seus discípulos atravessaram a Galileia. Ele não queria que ninguém soubesse disso, pois estava ensinando a seus discípulos.
E dizia-lhes: “o filho do homem vai ser entregue nas mãos dos homens, e eles o matarão. Mas, três dias após sua morte, ele ressuscitará”.
Os discípulos, porém, não compreendiam estas palavras e tinham medo de perguntar.
Eles chegaram a Cafarnaum. Estando em casa, Jesus perguntou-lhes: “o que discutíeis pelo caminho?”
Eles, porém, ficaram calados, pois pelo caminho tinham discutido quem era o maior.
Jesus sentou-se, chamou os doze e lhes disse: “se alguém quiser ser o primeiro, que seja o último de todos e aquele que serve a todos!” 
Em seguida, pegou uma criança, colocou-a no meio deles, e abraçando-a disse: “quem acolher em meu nome uma destas crianças, é a mim que estará acolhendo.
E quem me acolher, está acolhendo, não a mim, mas àquele que me enviou”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós Senhor.

Reflexão
No Evangelho, vemos Jesus caminhando com seus discípulos em sua atividade missionária. O caminho que Jesus faz com os seus discípulos não é apenas um caminho geográfico, mas, acima de tudo, é um caminho catequético, onde Jesus vai ensinando ao coração daqueles que o seguem quais as atitudes fundamentais que estão na lógica do amor que constrói o reino de Deus. Jesus fala forte ao coração dos discípulos que a vitória da vida em Deus passa pela coragem de abraçar a cruz, como comprometimento com a missão. Por isso os discípulos precisam percorrer o caminho com Jesus até a cruz, até a entrega total da vida pelo reino. Mas quem caminha com Jesus até a cruz, compreende que a vida não terminará na cruz, pois, da cruz, da entrega da vida por amor, a vida sairá vitoriosa. Mas os discípulos estavam com dificuldades de compreender a lógica do amor, em que, para ganhar, é necessário perder; que, para viver, é necessário morrer. Enquanto, pelo caminho, Jesus os ensinava, eles discutiam quem no grupo era mais importante, quem era o maior. Jesus falando da cruz e os discípulos querendo privilégios. Então Jesus, estando em casa com eles, ensina que importante é quem se coloca primeiro para servir, e maior é aquele que se faz pequeno e que serve aos mais pequenos, pois na humildade está a grandeza do discípulo. 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.