Por Redação A12 Em Evangelhos Atualizada em 14 NOV 2018 - 14H26

Evangelho em Libras | 33º Domingo do Tempo Comum – Ano B


Reflexão: Padre Marcelo Magalhães - C.Ss.R
Intérprete: Kiara Maria Socuta Quintanilha

Naquele tempo, Jesus disse a seus discípulos: “naqueles dias, depois da grande tribulação, o sol vai escurecer, e a lua não brilhará mais, as estrelas começaram a cair do céu e as forças do céu serão abaladas.
Então vereis o filho do homem vindo nas nuvens com grande poder e glória.
Ele enviará os anjos aos quatros cantos da terra e reunirá os eleitos de Deus, de uma extremidade à outra da terra.
Aprendei, pois, da figueira esta parábola: quando seus ramos ficam verdes e as folhas começam a brotar, sabeis que o verão está perto.
Assim também, quando virdes acontecer essas coisas, ficai sabendo que o filho do homem está próximo, às portas.
Em verdade vos digo, esta geração não passará até que tudo isto aconteça.
O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão.
Quanto àquele dia e hora, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o filho, mas somente o Pai”. 

- Palavra da Salvação.
- Glória vós Senhor.

Reflexão


Estamos chegando ao final de mais um ano litúrgico. No próximo domingo, celebramos a solenidade de Cristo Rei, encerrando o ano litúrgico B. A liturgia deste domingo nos convida a fazermos uma reflexão sobre as nossas ações e como estamos nos preparando para a chegada do Reino de Deus, a parusia.
O Evangelho deste domingo fala das tribulações que enfrentaremos na vivência da fé, mas fala também das teofanias, das manifestações de Deus, chegada do novo tempo. O Evangelho fala das tempestades, mas também da presença de Deus que acalma as tempestades em nossa vida e nos acalma, que nos socorre e que não nos abandona quando as coisas estão difíceis. Por isso, neste domingo, o Evangelho fala acima de tudo de esperança. Por mais difícil que estejam as coisas; por mais que tenhamos dificuldades, a fé na presença de Deus é como uma luz que nos aponta a direção por onde a vida deve ser construida, pois Deus é maior do que qualquer tribulação, do que qualquer momento de dificuldade. Mesmo que as coisas pareçam não ter mais saída, confiemos em Deus e tudo haverá de se acertar, pois em Deus haverá sempre uma oportunidade para recomeçar.
Por isso, precisamos estar atentos aos sinais; eles nos revelam a ação de Deus em nossa história e nos colocam na dinâmica de confiar em seu projeto salvador.



Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.