Por Redação A12 Em Evangelhos Atualizada em 25 JUL 2019 - 09H01

Evangelho em Libras | 17º Domingo do Tempo Comum - Ano C

Intérprete: Kiara Maria Socuta Quintanilha
Reflexão: Padre Marcelo Magalhães

(Lc 11,1-13)

Jesus estava rezando num certo lugar. Quando terminou, um dos seus discípulos pediu-lhe: “Senhor, ensina-nos a rezar, como também João ensinou a seus discípulos”.

Jesus respondeu: “Quando rezardes, dizei: ‘Pai, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. Dá-nos a cada dia o pão de que precisamos, e perdoa-nos os nossos pecados, pois nós também perdoamos a todos os nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação’”.

E Jesus acrescentou: “Se um de vós tiver um amigo e for procurá-lo à meia-noite e lhe disser: ‘Amigo, empresta-me três pães, porque um amigo meu chegou de viagem e nada tenho para lhe oferecer’, e se o outro responder lá de dentro: ‘Não me incomodes! Já tranquei a porta, e meus filhos e eu já estamos deitados; não me posso levantar para te dar os pães’; Eu vos declaro: mesmo que o outro não se levante para dá-los porque é seu amigo, vai levantar-se ao menos por causa da impertinência dele e lhe dará quanto for necessário.

Portanto, eu vos digo: pedi e recebereis; procurai e encontrareis; batei e vos será aberto. Pois quem pede, recebe; quem procura, encontra; e, para quem bate, se abrirá.

Será que algum de vós, que é pai, se o filho lhe pedir um peixe, lhe dará uma cobra? ainda, se pedir um ovo, lhe dará um escorpião?

Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o Pai do Céu dará o Espírito Santo aos que o pedirem!”


— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor!

Reflexão

A liturgia de hoje nos convida a olhar a vida cristã nos seus relacionamentos familiares, profissionais e de vizinhança. Um vizinho pede ajuda, um se preocupa com o outro. Procuramos fazer coisas boas para os nossos familiares e amigos. Quando alguém se interessa por nós, nos sentimos valorizados e felizes.

Assim também é Deus conosco. Mas Ele não nos dá coisas, dá muito mais. Ele nos dá o Espirito Santo, presença ativa do amor dinâmico que constrói nossa vida cristã. O Espirito nos torna criativos e perseverantes. Quando se ama realmente, procura-se o melhor para a pessoa amada. Assim, no relacionamento renovado, próprio do cristão, estamos sempre criando algo novo para que os outros estejam bem. Estamos sempre procurando uma boa notícia que alegre o coração do nosso próximo. Nossa fé não pode ser expressa apenas em fórmulas fixas e repetitivas, pois o Espírito Santo presente em nossa vida nos faz criativos e orienta para o bem dos nossos irmãos.

Podem ser gestos pequenos, podem ser grandes ações. O importante é estarmos sempre criando situações que favoreçam a alegria e a felicidade de todos. Isto se chama ser prestativo, com disposição de mediar, muitas vezes, situações difíceis. Se temos algum problema, mas não sabemos como resolvê-lo, podemos insistir junto de Deus, para que Ele nos ajude e caminhe conosco por meio de vosso Santo Espírito. A oração com fé remove montanhas e consegue milagres. Por isso, não peçamos sem antes termos feito nossa parte. Quem é solidário não se cansa.


Amém!

.:: Liturgia Diária

.:: Deus Conosco dia a dia 


1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.