Por Evangelho em Libras Em Evangelhos

Evangelho em Libras: 23º Domingo do Tempo Comum - Ano C

Intérprete: Simone Vecchio
Reflexão: Padre Marcelo Magalhães



Deus Conosco
Editora Santuário

Evangelho Escrito por Lucas
(Lc 14,25-33)

Naquele tempo, grandes multidões acompanhavam Jesus. Voltando-se, ele lhes disse: “Se alguém vem a mim, mas não se desapega de seu pai e sua mãe, sua mulher e seus filhos, seus irmãos e suas irmãs e até da sua própria vida, não pode ser meu discípulo.

Quem não carrega sua cruz e não caminha atrás de mim, não pode ser meu discípulo.
Com efeito, qual de vós, querendo construir uma torre, não se senta primeiro e calcula os gastos, para ver se tem o suficiente para terminar? Caso contrário, ele vai lançar o alicerce e não será capaz de acabar. E todos os que virem isso começarão a caçoar, dizendo: ‘Este homem começou a construir e não foi capaz de acabar!’
Ou ainda: Qual o rei que, ao sair para guerrear com outro, não se senta p

rimeiro e examina bem se com dez mil homens poderá enfrentar o outro que marcha contra ele com vinte mil? Se ele vê que não pode, enquanto o outro rei ainda está longe, envia mensageiros para negociar as condições de paz.

Do mesmo modo, portanto, qualquer um de vós, se não renunciar a tudo o que tem, não pode ser meu discípulo!”
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


O evangelho de hoje  convida a nos tornarmos discípulos de Jesus assumindo o caminho indicado por Ele.
Mergulhados na realidade de que o caminho passa pela experiência de Cruz, entenderemos dessa forma as duras exigências formuladas por Jesus: abandonar a família, o sucesso, até a própria vida, e se doar com todas as forças e com disponibilidade para a construção do reino de Deus. Ou seja, é preciso deixar tudo e como isso acontece na vida de cada um Jesus não exige, mas que seja verdadeiro.

 

"O evangelho de hoje convida a nos tornarmos  discípulos de Jesus assumindo o caminho indicado por Ele". 


A sabedoria cristã ensina a dar a tudo seu devido lugar, a ponderar o que é mais e o que é menos importante. De modo que, o resultado pode ser aos olhos de pessoas superficiais, parecer loucura. Muito embora as exigências de Jesus parecem loucura: deixar pai e mãe, mulher, filhos, irmãos, por causa do Reino de Deus e dos ensinamentos do seu evangelho, não é isso uma loucura?


Sem dúvidas que não. É a consequência da sabedoria cristã, da ponderação do investimento para o Reino de Deus acontecer.


O Evangelho vai ainda nos convidar a preparar, a fazer orçamento, a calcular para que não sejamos vaidosos e egoístas. O sábio faz seu orçamento e decide o quanto vai investir. No caso de quem faz o caminho de Jesus, o único orçamento adequado é o investimento total, pois é o essencial, o que permanece: Jesus Cristo, sem o qual os outros bens ficam sem valor.

 

"O Evangelho vai ainda nos convidar a preparar, a fazer orçamento, a calcular para que não sejamos vaidosos e egoístas".


A sabedoria cristã exige em ousar, optar radicalmente pelo valor fundamental, mesmo que isso seja doloroso como nos apresenta o evangelho. Quando é claro que o amor de Cristo está em jogo, a sabedoria Cristã exige um investimento radical. É ter liberdade perante aquilo que nos pode desviar do que é importante. Quem acha que seguir Jesus é fundamental deve faze-lo. Isso é construir sobre a rocha firme nosso alicerce, nossa vida.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Evangelho em Libras, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.