Por Evangelho em Libras Em Evangelhos

Evangelho em Libras: 26º Domingo do Tempo Comum – Ano C

Intérprete: Simone Vecchio
Reflexão: Padre Marcelo Magalhães

 


Deus Conosco
Editora Santuário



Anúncio do Evangelho
(Lc 16,19-31)


Naquele tempo, Jesus disse aos fariseus: 19“Havia um homem rico, que se vestia com roupas finas e elegantes e fazia festas esplêndidas todos os dias.

20Um pobre, chamado Lázaro, cheio de feridas, estava no chão, à porta do rico. 21Ele queria matar a fome com as sobras que caíam da mesa do rico. E, além disso, vinham os cachorros lamber suas feridas.

22Quando o pobre morreu, os anjos levaram-no para junto de Abraão. Morreu também o rico e foi enterrado.

23Na região dos mortos, no meio dos tormentos, o rico levantou os olhos e viu de longe a Abraão, com Lázaro ao seu lado.

24Então gritou: ‘Pai Abraão, tem piedade de mim! Manda Lázaro molhar a ponta do dedo para me refrescar a língua, porque sofro muito nestas chamas’.

25Mas Abraão respondeu: ‘Filho, lembra-te que tu recebeste teus bens durante a vida e Lázaro, por sua vez, os males. Agora, porém, ele encontra aqui consolo e tu és atormentado. 26E, além disso, há um grande abismo entre nós; por mais que alguém desejasse, não poderia passar daqui para junto de vós, e nem os daí poderiam atravessar até nós’.

27O rico insistiu: ‘Pai, eu te suplico, manda Lázaro à casa do meu pai, 28porque eu tenho cinco irmãos. Manda preveni-los, para que não venham também eles para este lugar de tormento’.

29Mas Abraão respondeu: ‘Eles têm Moisés e os Profetas, que os escutem!’

30O rico insistiu: ‘Não, Pai Abraão, mas se um dos mortos for até eles, certamente vão se converter’.

31Mas Abraão lhe disse: ‘Se não escutam a Moisés, nem aos Profetas, eles não acreditarão, mesmo que alguém ressuscite dos mortos’”. — Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Homilia


O evangelho de hoje dificilmente deixará insensível o coração do verdadeiro cristão. Traz uma crítica à ganância, que, está sim, torna as pessoas insensíveis.

Há um apelo para nos converter à solidariedade e a justiça social para a transformação da realidade injusta que marginaliza e excluí.
A necessidade de conversão não é apenas para os ricos, mas também para os pobres que tem coração, mentalidade de rico, para todos os que fecham os olhos para a realidade de injustiça.

 

"A necessidade de conversão não é apenas para os ricos, mas também para os pobres que tem coração, mentalidade de rico, para todos os que fecham os olhos para a realidade de injustiça".

A insensibilidade ao sofrimento do próximo nos fecha ao amor e a graça de estar na constante presença de Deus.

O evangelista Lucas nos chama a atenção para essa insensibilidade de quem vendeu sua alma em troca de riqueza, de quem é tão pobre, que só possui dinheiro.

A morte veio igualmente para o rico e para o pobre e nessa realidade há uma inversão da real riqueza: estar na presença de Deus.

O abismo de diferenças que há entre ricos e pobres, como narra o evangelho, sempre existiu mais agora ele se torna claro na morte. E com isso nos vem o apelo do evangelista para nossa conversão e mudança de mentalidade.

Dureza, isolamento, incredulidade: eis as consequências do viver para o dinheiro. Podemos verificar essa realidade ao redor de nós, cada dia, e, provavelmente, também bem nós mesmos. A pessoa só tem um coração; se o coração se afeiçoa ao dinheiro, fecha-se ao irmão.

As pessoas vivem defendendo-se a si e as suas riquezas e esquecem de viver.

Em nosso mundo de competição, a riqueza transforma as pessoas em concorrentes. A riqueza é vista não como gerência dos bens para servir aos outros, mas como conquista e expressão de status.

Não se imagina o tamanho desse mal numa sociedade que proclamou o lucro é a competição como ideal é fundamental para suas vidas.

Não estamos felizes com nada, sempre estamos em busca de algo e de ter sempre mais.

Não estamos em comunhão com Deus na pessoas sofridas de nosso tempo. Assim, a parábola de hoje nos convida a mudar e nos deixa um alerta; aí de vós, ricos."

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Evangelho em Libras, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.