Por Evangelho em Libras Em Evangelhos

Evangelho em Libras: 29º domingo do Tempo Comum - Ano C

Interprete: Simone Vecchio

Reflexão: Pe. Marcelo Magalhães - C.Ss.R 

Deus Conosco 
Editora Santuário


Evangelho: (LC 18,1-8)
Naquele tempo, 1Jesus contou aos discípulos uma parábola, para mostrar-lhes a necessidade de rezar sempre, e nunca desistir, dizendo: ”Numa cidade havia um juiz que não temia a Deus, e não respeitava homem algum. 3Na mesma cidade havia uma viúva, que vinha à procura do juiz, pedindo: ‘Faze-me justiça contra o meu adversário!’


Durante muito tempo, o juiz se recusou. Por fim, ele pensou: ‘Eu não temo a Deus, e não respeito homem algum. 5Mas esta viúva já me está aborrecendo. Vou fazer-lhe justiça, para que ela não venha a agredir-me!’”
E o Senhor acrescentou: “Escutai o que diz este juiz injusto. 7E Deus, não fará justiça aos seus escolhidos, que dia e noite gritam por ele? Será que vai fazê-los esperar?


8Eu vos digo que Deus lhes fará justiça bem depressa. Mas o Filho do homem, quando vier, será que ainda vai encontrar fé sobre a terra?”
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor!

HOMILIA

A liturgia de hoje nos convida a refletir sobre a oração. Falar da oração e deixar-nos ensinar por Deus a respeito da oração. Afinal, ela é nosso íntimo diálogo com Deus, nossa comunhão! O cristão crê que Deus faz justiça a seus eleitos. Mas, a experiência nos mostra que vivemos num mundo brutalmente desigual, onde impera a impunidade dos corruptos e opressores. E os cristãos como a viúva da parábola, pedem que Deus envie seu Reino de Justiça e paz. Será que ele não ouve nossa oração, fazendo finalmente reinar a justiça no mundo?

A instauração da justiça no mundo pressupõe o esforço das pessoas em eliminar toda forma de ameaça ao projeto de Deus. A justiça acontece quando cada um de nós deseja, pede, e não desanima. A parábola da viúva perseverante nos mostra um caminho de quem confia e sabe o que quer. Jesus disse certa vez aos discípulos: Peçam e lhes será dado, procurem e encontrarão, batam e abrirão. É preciso fé, confiança e sobretudo perseverança naquilo que queremos. Jesus nos revela pelas suas palavras que é preciso estar sempre atento, rezar sempre, sem jamais esmorecer.


Tal como agiu a viúva, assim deve ser o cristão: perseverar no testemunho e na oração incessante, para que Deus intervenha, fazendo justiça a seus eleitos, isto é, salvando-nos. Hoje infelizmente somos tentados a desanimar e não acreditar, contudo, como nos sugere a liturgia de hoje: Deus age, bastar ter perseverança e fé!




Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Evangelho em Libras, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.