Por Redação A12 Em Evangelhos Atualizada em 05 JUN 2019 - 14H51

Evangelho em Libras | 2º Domingo da Páscoa - Ano C

Intérprete: Simone Vecchio
Reflexão: Padre Marcelo Magalhães

(Jo 20,19-31)


Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas, por medo dos judeus, as portas do lugar onde os discípulos se encontravam, Jesus entrou e, pondo-se no meio deles, disse: “A paz esteja convosco”. 

Depois dessas palavras, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos se alegraram por verem o Senhor. 

Novamente, Jesus disse: “A paz esteja convosco. Como o Pai me enviou, também eu vos envio”.

E, depois de ter dito isso, soprou sobre eles e disse: “Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados; a quem os não perdoardes, eles lhes serão retidos”.

Tomé, chamado Dídimo, que era um dos doze, não estava com eles quando Jesus veio. Os outros discípulos contaram-lhe depois: “Vimos o Senhor!” 

Mas Tomé disse-lhes: “Se eu não vir a marca dos pregos em suas mãos, se eu não puser o dedo nas marcas dos pregos e não puser a mão no seu lado, não acreditarei”. 

Oito dias depois, encontravam-se os discípulos novamente reunidos em casa, e Tomé estava com eles. Estando fechadas as portas, Jesus entrou, pôs-se no meio deles e disse: “A paz esteja convosco”. 

Depois disse a Tomé: “Põe o teu dedo aqui e olha as minhas mãos. Estende a tua mão e coloca-a no meu lado. E não sejas incrédulo, mas fiel”.

Tomé respondeu: “Meu Senhor e meu Deus!”

Jesus lhe disse: “Acreditaste, porque me viste? Bem-aventurados os que creram sem terem visto!”

Jesus realizou muitos outros sinais diante dos discípulos, que não estão escritos neste livro. Mas estes foram escritos para que acrediteis que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais a vida em seu nome.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor!

Reflexão:

Somos convidados, no Evangelho de hoje, a ser testemunhas da Ressurreição. O Evangelista nos apresenta importantes temas: A ressurreição, a confissão de fé e a realidade do ver e crer. A experiência do encontro com Jesus Ressuscitado leva o discípulo a professar: Meu Senhor e meu Deus!

Jesus aparece aos discípulos reunidos. Tomé está ausente. O Ressuscitado dá-se a conhecer, dá-lhes o Espírito e o poder de perdoar o pecado, fazendo que os apóstolos sejam revestidos também para continuar sua missão.

Tomé não crê no testemunho dos discípulos e quer ele mesmo ver para acreditar. Tomé quer atestar sua fé vendo e tocando Jesus. Mas o Evangelista chama a atenção para o Crer sem ver!

O medo se transforma em alegria. A paz e a alegria são os dons de Jesus Ressuscitado e, ao mesmo tempo condição para reconhecê-lo.

Felizes os que creem sem ter visto, pois confiam nas testemunhas da Ressurreição de Jesus. As pessoas de todos os tempos e lugares encontram nas Escrituras o testemunho dos discípulos. Assim, também nós somos convidados a se encontrar e fazer a experiência de Jesus. Seja na Igreja, nas suas orações pessoais ou no compromisso com o outro. Fiquemos na paz e na alegria do Ressuscitado. Amém!

.:: Acesse a liturgia

.:: Deus conosco dia a dia 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.