Por Valquíria Vieira Em Mundo

ONU mantém página especial com informações sobre o zika vírus e a microcefalia

Todas as informações da ONU sobre a doença do vírus zika; o que a Organização Mundial da Saúde e a ONU Brasil estão fazendo sobre o tema; e as investigações sobre a possível relação da zika com a microcefalia e outras condições neurológicas, estão reunidas numa página especial na internet apresentando os últimos boletins, notícias e vídeos.

No endereço https://nacoesunidas.org/tema/zika é possível encontrar as ações da Organização Mundial da Saúde, as orientações de cuidados e as últimas pesquisas sobre o assunto.

pagina_especial_onu_zika

Por meio de boletins é possível saber os dados mais recentes sobre o zika vírus e a microcefalia.

A informação mais recente é a do boletim sobre zika, microcefalia e Síndrome de Guillain-Barré divulgado na sexta-feira (26) pela Organização Mundial da Saúde (OMS) revelando o documento que aponta que, entre 1º de janeiro de 2007 e 25 de fevereiro de 2016, um total de 52 países e territórios relataram circulação autóctone (local) do vírus zika, incluindo aqueles onde o surto já terminou e os que forneceram evidências indiretas de transmissão local.

Até o momento, apenas Brasil e Polinésia Francesa relataram aumento de casos de microcefalia e outras malformações neonatais, embora dois casos de pessoas que estiveram no país sul-americano tenham sido detectados nos Estados Unidos (Havaí) e na Eslovênia.

Dadas as associações temporais e geográficas entre infecções pelo vírus e a microcefalia, os cada vez mais conclusivos resultados analíticos e a ausência de uma hipótese alternativa convincente, pode-se dizer que há forte possibilidade de o zika ser responsável por causar esta malformação.

O mesmo ocorre com a Síndrome de Guillain-Barré. Diversas evidências apontam para uma forte possibilidade de o vírus causar essa doença. Mais investigações são necessárias para identificar a existência de outros fatores de risco.

Além dessas informações a página especial noticiou também o lançamento de um Guia de ajuda para profissionais na orientação à mulheres grávidas e famílias

O guia “Apoio psicossocial para mulheres grávidas e famílias com microcefalia e outras complicações neurológicas no contexto do vírus zika”, aponta estratégias que podem ajudar gestantes com suspeita ou confirmação de infecção pelo vírus zika; cuidadores e familiares de uma criança com microcefalia; e mulheres grávidas que têm conhecimento da suspeita de microcefalia no bebê.

Embora o documento seja focado em microcefalia, muitas das orientações descritas também se aplicam a outras condições neurológicas, como Síndrome de Guillain-Barré, que podem ser potencialmente associadas ao zika.

O guia está disponível em inglês.

guia_microcefalia

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Valquíria Vieira, em Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.