Por Marília Ribeiro Em Música

Projeto de Educação Musical do Santuário de Aparecida terá nova sede em 2016

Novo espaço atenderá todas a necessidades do Projeto, oferecendo um ambiente acústico e climatizado.

Visando promover a cultura e ampliar as oportunidades das crianças e dos jovens o Santuário Nacional de Aparecida mantem há 12 anos o Projeto de Educação Musical, o PEMSA.  Ao longo desses anos, o Projeto atendeu cerca de cinco mil alunos estando situado na “Casa do Pequeno”, com o crescimento do Projeto e a necessidade de oferecer um espaço adequado ao ensino da música, o PEMSA ganhará uma nova sede, que já está sendo preparada para acolher os alunos. O novo espaço, previsto para ficar pronto em 2016, está situado na rua Oliveira Braga, antigo Seminário Redentorista Nossa Senhora Aparecida.

O estudo e a definição do projeto arquitetônico para o melhor aproveitamento do espaço já foi concluído e o local já está liberado para obra. Atualmente o prédio está em fase de adequação das estruturas existentes, contemplando os serviços de demolição, para posteriormente seguir para as fases de novas estruturas, cobertura e acabamentos como: piso, forro, paredes, acústica, instalações hidro sanitárias, sistema de combate de incêndio, instalações prediais e de gás.

O engenheiro responsável pela obra, Milton Kazuo Yokoyama, pontua que essa é uma edificação de mais de 100 anos e por conta disso, algumas adequações na reforma poderão ocorrer, alterando o atual planejamento da obra. “As técnicas construtivas de hoje são muito diferentes das de antigamente. Portanto é de se esperar, no andamento das demolições, muitas adequações que não puderam ser detectadas em prospecções feitas para determinar o encaminhamento desta obra.”

De acordo com o engenheiro Gilson de Miranda, encarregado do projeto de adequação do prédio, o espaço foi planejado para oferecer um local ideal para se aprender e ensinar a música. “Para todas as salas de aula foi projetado um sistema acústico adequado para música e também foi projetado salas para treinamentos individuas que além de serem totalmente acústica, serão climatizadas (ar condicionado)”, explica.

A nova sede do PEMSA terá salas para aula de flauta, tuba, trombone, violino, contra baixo, violão, viola, fagote, oboé, percussão, musicalização, saxofone, clarinete, violoncelo, coral, teoria, trompete, além de cozinha, refeitório, sala dos professores com copa, sala de reunião e vestiários, enfermaria, garagem, sanitários em todos os pavimentos, recepção, sala para administração, sala da direção, auditório, box e naipes de estudos, depósitos, sala de TI, sala do inspetor de orquestra e guarda de material.

Serão 2.500 metros de área construída, dividindo-se em quatro pavimentos (1º e 2º subsolo, térreo e 1º e 2º pavimento). O edifício será adequado para atender os portadores de necessidades especiais disponibilizando elevador, rampas acessíveis e sanitários adaptados.

 

Com a nova estrutura, a previsão do Projeto de Educação Musical é atender duzentos alunos a mais. 

Com a nova estrutura, a previsão do Projeto de Educação Musical é atender duzentos alunos a mais. Hoje o projeto atende 400 alunos por ano. Para o maestro Altair de Oliveira Lobato a nova sede possibilitará também mais ensaios e práticas em conjunto com os alunos. “Com acústica apropriada e salas fixas para cada um dos instrumentos, teremos também mais tempo e espaço para mais ensaios e mais prática de conjunto com os alunos”, destaca. 

 

 

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Marília Ribeiro, em Música

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.