Por Redação A12 Em Santo Padre Atualizada em 03 SET 2020 - 11H37

Agenda diária do Papa começa a voltar ao normal

Após 189 dias da última audiência geral com os fiéis na Praça São Pedro, em 26 de fevereiro passado, na quarta-feira (02) as audiências presenciais foram retomadas, agora no Pátio São Dâmaso do Palácio Apostólico, no Vaticano.

Pela primeira vez durante a pandemia, o Santo Padre arriscou um aceno mais próximo das pessoas, chegando a conversar com algumas delas.

O Papa dedicou um longo tempo da Audiência Geral ao Líbano, convocando um dia de jejum e oração para a próxima sexta-feira (04) e enviando o cardeal Pietro Parolin ao País dos Cedros naquele dia.


Francisco demonstrava alegria pelo reencontro com os fiéis, que tiveram a oportunidade de acessar o local entrando pela Porta de Bronze, algo inédito até então. Logo ao descer do carro sob aplausos, o Santo Padre, mantendo o distanciamento social, conversou com vários fiéis que se aglomeravam junto às divisórias, usando máscaras. Um dos momentos tocantes deste reencontro foi quando um sacerdote libanês lhe apresentou uma bandeira do País. Francisco chegou a beijar a bandeira do país e dirigir uma benção especial.

Ao povo libanês, o Santo Padre encoraja a perseverar na esperança e a encontrar energia para recomeçar. Aos políticos e aos líderes religiosos, pede para olharem para o bem comum e se esforçarem com sinceridade e transparência na obra de reconstrução. “Gostaria de convidar a todos a viver um dia universal de oração e jejum pelo Líbano, na próxima sexta-feira, 4 de setembro. Tenho a intenção de enviar o meu representante ao Líbano naquele dia para acompanhar a população. Nesse dia, o secretário de Estado irá em meu nome. E ele irá, para expressar minha proximidade e solidariedade. Ofereçamos nossas orações por todo o Líbano e por Beirute. Estamos próximos também com o compromisso concreto da caridade, como em outras ocasiões semelhantes. Convido também os irmãos e irmãs de outras confissões e tradições religiosas a se unirem a esta iniciativa nas modalidades que considerarem mais adequadas, mas todos juntos”.

Ele também agradeceu ao sacerdote libanês que estava ao seu lado: Obrigado, Santidade. Precisamos muito do seu apoio e do apoio da Igreja universal para dizer: Não podemos continuar a viver assim no Líbano. Até agora, mais de 300 mil cristãos apresentaram seus documentos para a emigração. Precisamos de sua oração, de seu apoio e de seu amor fraternal. E o esperamos para abençoar nossa amada terra. Obrigado Santidade. Muito obrigado”.

Delegação Francesa

Nesta quinta-feira (03), a agenda do Papa continuou, retomando aos poucos à normalidade, ele recebeu membros de delegação francesa, entre eles a atriz Juliette Binoche, vencedora de Oscar e prêmios de prestígio no cinema.

Segundo o jornal francês Le Figaro e divulgado pela Vatican News, ela teria, inclusive, oferecido mudas da espécie Artemisia annua, conhecida como uma planta muito promissora para prevenir e tratar a malária. A artista também é comprometida com a luta contra o aquecimento global. Além dela, estavam presentes, no grupo de 15 pessoas, diversos líderes religiosos, políticos e pesquisadores.

Fonte: Vatican News

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.