Por Redação A12 Em Santo Padre

Francisco pede respeito pela "dignidade intocável" das mulheres

O Papa Francisco disse hoje (31) no Vaticano que a Igreja deve evitar “preconceitos” na sua visão sobre o mundo feminino, respeitando sempre a dignidade das mulheres.

“Todos devemos estar alertas, também as comunidades cristãs, diante de visões da feminilidade cheias de preconceitos e suspeitas que lesam a dignidade intocável da mulher”, alertou, durante a catequese semanal na Praça de São Pedro.

papa_catequese_31_agosto

Francisco prosseguiu com a reflexão partindo do relato evangélico da cura da hemorroíssa, quando Jesus restituiu a dignidade àquela mulher que com muita coragem e fé tocou a barra do seu manto. De fato, a hemorragia, segundo a Lei de Moisés, significava que a mulher era impura e, portanto, excluída da vida pública e religiosa. Jesus não quer só curar o corpo daquela mulher, mas quer oferecer a salvação.

“Quanta fé, quanta fé tinha esta mulher. Tida como impura por causa das hemorragias e, por isso, excluída das liturgias, da vida conjugal, das normais relações com os demais: era uma mulher descartada pela sociedade”, precisou Francisco.

 

Jesus indica à Igreja a necessidade de ir ao encontro das pessoas, para que todos sejam curados no corpo e no espírito.

Jesus devolve a saúde e também a liberta das discriminações sociais e religiosas e a reintegra na esfera do amor de Deus. Também hoje Jesus indica à Igreja a necessidade de ir ao encontro das pessoas, para que todos sejam curados no corpo e no espírito.

“Jesus admirou a fé desta mulher que todos evitavam e transformou a sua esperança em salvação. Não sabemos o seu nome, mas as poucas linhas com as quais o Evangelho descreve o seu encontro com Jesus delineiam um itinerário de fé capaz de reestabelecer a verdade e a grandiosidade da dignidade de todas as pessoas”, acrescentou.

A catequese sublinhou o lugar privilegiado que Jesus dava aos “descartados” da sociedade, aos pecadores.

“O Senhor nos diz: ‘coragem, vem, para mim não és um descartado. Coragem filho, tu és um filho e uma filha’. Este é o momento da graça, do perdão, momento de inclusão na vida de Jesus, da Igreja, de misericórdia”, observou.

Após a intervenção, o Papa saudou os peregrinos e visitantes de vários países, incluindo os de língua portuguesa, presentes na Praça de São Pedro, entre eles os sacerdotes do Pontifício Colégio Pio Brasileiro em Roma, os tripulantes da Marinha do Brasil e os fiéis de Vitória. 

“Queridos amigos, Jesus vos chama a levar a alegria e a consolação do Evangelho a todos os homens e mulheres, como suas autênticas testemunhas! Que Deus vos abençoe a todos”, disse.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.