Por Redação A12 Em Santo Padre

Grupo de fiéis do interior de SP terá audiência privada com o Papa

Foto de: Diocese São José dos Campos

grupo_celulas

Membros das células, com padre Luis Fernando. 

Na próxima terça-feira (1º) um grupo de 85 fiéis da Paróquia Espírito Santo sairão de São José dos Campos, interior de São Paulo, para um compromisso muito importante na Itália: se encontrar com o Papa Francisco, em Roma, no dia 05 de setembro, em uma audiência privada com membros de células de evangelização do mundo todo.

O grupo, liderado pelo padre Luis Fernando Soares, levará na bagagem a experiência de 10 anos nesse sistema inovador de evangelização em pequenos grupos, além de uma revista especial contando toda essa história com versões em português, inglês e italiano.

“Esta viagem é para nós a coroação do trabalho realizado no mundo inteiro. Especialmente para nós da paróquia, que vivenciamos as células há 10 anos, que hoje conta com mais de 3 mil pessoas participando de nossas redes”, disse o sacerdote. "O Papa Francisco, ao reconhecer o sistema, afirma que esse trabalho vai de encontro à missão da Igreja”, comenta padre Luis Fernando, que foi o pioneiro a adotar as células paroquiais no Brasil, implantadas na paróquia em 2005.

O início desse movimento na Paróquia Espírito Santo contava com 17 células, que se multiplicaram de tempos em tempos, até chegarem às atuais 257 células.

Foto de: Reprodução/Diocese São José dos Campos. 

revista_celulas

Capa da revista que será entregue pelo grupo. 

As células de evangelização

O Sistema das Células Paroquiais de Evangelização foi introduzido na Itália por Dom PiGi Perini em 1987, depois de tê-lo conhecido na Paróquia de São Bonifácio, em Pembroke Pines, na Arquidiocese de Miami. De lá, começou a difundir-se para diversos países. Desde 1990, na Paróquia de Santo Eustórgio, em Milão, na Itália, acontece um Seminário Internacional sobre o sistema de células.

O decreto de reconhecimento pontifício das “Células Paroquiais de Evangelização” foi entregue nas mãos de seu idealizador, Dom PiGi Perini, em 15 de abril deste ano, pelo cardeal Stanislaw Rylko, na Sede do Pontifício Conselho para Leigos, em Roma. 

As “células”, neste contexto, são um pequeno grupo de fiéis leigos, unido em íntima comunhão com o pastor, enraizado na oração e no serviço, em constante multiplicação. Esses grupos encontram-se uma vez por semana para expressar o sentido de profunda fraternidade que se abre por meio da relação pessoal entre os membros e com atenção especial aos que estão afastados da fé.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.