Por Redação A12 Em Santo Padre

Igrejas e instituições de "portas fechadas" são "museus", diz Papa

É necessária uma aliança entre família e paróquia para contrastar "os centros de poder ideológicos, financeiros e políticos" que hoje influenciam a vida social, afirmou Francisco durante a catequese desta quarta-feira (09), na praça de São Pedro, no Vaticano. O Papa refletiu sobre o vínculo entre a família e a comunidade cristã lembrando que a família é o local da nossa iniciação na comunidade.

Dando continuidade ao ciclo de catequeses dedicadas à família, o Pontífice analisou o "vínculo natural" da mesma com a comunidade cristã, e recordou que "a Igreja é uma família espiritual e a família é uma pequena Igreja". O próprio Jesus aprendeu a história humana percorrendo este caminho, refletiu.

“Nos Evangelhos, a assembleia de Jesus recebe a forma de uma família acolhedora, não de uma seita exclusiva. Jesus não deixa de acolher e falar com todos. É uma lição forte para a Igreja!”, prosseguiu. Nesse sentido, "é indispensável reavivar a aliança entre a família e a comunidade cristã", enfatizou. 

Para Francisco, uma Igreja segundo o Evangelho só pode ter a forma de uma casa acolhedora, sempre com as portas abertas.

“As Igrejas e as instituições com as portas fechadas não devem se chamar igrejas, mas museus!”, expressou o Papa, que definiu esta aliança “crucial” contra os "centros de poder ideológicos, financeiros e políticos". As comunidades devem se tornar “centros de amor”, centros evangelizadores repletos de calor humano, sublinhou. 

Para isso, é necessário uma fé generosa para reencontrar a inteligência e a coragem de renovar esta aliança. “As famílias às vezes hesitam”, constatou Francisco, dizendo que não estão à altura devido a fraturas, incapacidades, problemas ou desânimo.

"É verdade. Mas ninguém é digno, ninguém está à altura, ninguém tem forças! Sem a graça de Deus, não poderíamos nada. Tudo nos é dado gratuitamente. Se nos colocarmos em suas mãos, Ele nos faz realizar milagres", frisou. 

Por isso, a comunidade cristã tem que fazer a sua parte, sublinhou. "As famílias têm que tomar a iniciativa e se sentirem responsáveis de oferecer seus preciosos dons à comunidade. A família e a paróquia devem realizar o milagre de uma vida mais comunitária para toda a sociedade"

Ao saudar os grupos presentes na Praça, o Papa citou os brasileiros provenientes de Santo André e de São Caetano do Sul.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.