Por Valquíria Vieira Em Santo Padre

Livro de Dom Cláudio Hummes aponta um novo tempo sob o pontificado de Francisco

Em dezembro de 2016, o Papa Francisco completou 80 anos e em homenagem a essa ocasião o Arcebispo emérito de São Paulo (SP), Cardeal Dom Cláudio Hummes escreveu o livro 'Grandes metas do Papa Francisco' apresentando um olhar sobre o pontificado de Francisco.

Dom Hummes - Allan Ribeiro JS“Há alguns meses a Paulus me pediu para escrever algo neste sentido, então lembrei que o Papa completaria 80 anos de idade em dezembro passado. Então, decidi escrever um texto em homenagem a seus 80 anos e para tornar mais conhecido ao nosso povo as metas do Papa Francisco. Um texto simples e curto, para o nosso povo”, conta Dom Cláudio.

Com a obra o cardeal afirma que busca apresentar ao povo as metas do Papa que traz esperança.

 

"Ele é hoje um líder mundial, mas sobretudo é nosso Pastor universal, que, em nome de Jesus Cristo, conduz a Igreja. O Espírito Santo o ilumina e não o deixa errar. Precisamos segui-lo confiantes”.

“Espero fazer entender que com este novo Papa entramos num novo tempo. Um tempo cheio de novas esperanças, que nos animam. O Papa fala em reformas e isso é muito promissor. Ele tem um grande carisma de se fazer entender pelo nosso povo e mesmo pelas lideranças mundiais. Ele é hoje um líder mundial, mas sobretudo é nosso Pastor universal, que, em nome de Jesus Cristo, conduz a Igreja. O Espírito Santo o ilumina e não o deixa errar. Precisamos segui-lo confiantes”, indica .

:: Papa Francisco: um papa latino-americano para a Igreja Católica

Para Dom Cláudio a meta que mais desafia o Papa e que ele busca superar é de transformar a Igreja toda em Igreja missionária.

“Ele mesmo diz que sua maior meta é transformar a Igreja toda em Igreja missionária, integralmente missionária, uma Igreja em saída e misericordiosa, pobre e para os pobres. Ele diz que a missão é ainda hoje o maior desafio da Igreja. A Igreja não pode se acomodar com o que já conseguiu, mas deve mover-se, caminhar para frente, não excluir ninguém e convidar todos a abandonar os conflitos, os ódios, os muros de separação e caminhar juntos como irmãos e amigos respeitando as legítimas diferenças e colaborando para o bem da humanidade, para a paz, acendendo luzes no caminho da história e anunciando Jesus Cristo, praticando a misericórdia, solidarizando-se com os pobres e sofridos, formando o Povo de Deus que se dirige ao Pai”, apontou.

:: Dom Cláudio Hummes diz que Igreja cresce quando encurta distâncias

Livro Grandes metas do Papa Francisco

No livro, são apresentadas as seguintes reflexões: “Novo papa, novo tempo”; “Chorar os mortos que ninguém chora”; “Os pobres – Igreja pobre e para os pobres”; “Os três ‘T’: Terra, Teto e Trabalho”; “Levar a Igreja às periferias”; “Caminhar junto e aquecer os corações”; “Na favela de Varginha (RJ)”; “ Idosos e Jovens”; “Igreja em reforma permanente – Igreja Missionária”; “O encontro com Jesus Cristo”; “Salvar o nosso planeta”; “A Encíclica Laudato Si’ I, II e III”; “A Amazônia”; “A paz”; “a família”; “A Palavra de Deus”; “A Igreja cresce por atração – Igreja misericordiosa”; “A Igreja missionária em oração” e, por fim, “Maria, Mãe da Igreja”.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Valquíria Vieira, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.