Por Redação A12 Em Santo Padre

Papa Francisco se reúne com Movimentos Populares em sua visita à América Latina

No próximo dia 9 de julho o Papa Francisco vai se reunir com os movimentos populares durante sua visita à América Latina, que acontecerá de 7 a 10 de julho. O encontro será realizado em Santa Cruz da Serra, na Bolívia e faz parte da articulação de Pastorais e movimentos sociais que resultou no I Encontro Mundial dos Movimentos Populares, ocorrido em Roma, em outubro de 2014.

Papa FranciscoMais de 1.500 delegados de diversos movimentos populares do mundo inteiro, junto a dezenas de bispos e agentes pastorais, participarão de três dias de reuniões, análises e debates sobre os problemas sociais e ambientais que eclodem no mundo inteiro.

O assessor nacional da Pastoral da Aids, frei Luiz Carlos Lunardi, acredita que o encontro trará um “reavivamento da ideia de articulação entre movimentos e pastorais sociais em cima de algumas temáticas que são emergentes hoje não só para a Igreja, mas para toda a sociedade”, como moradia, trabalho e exclusão social.

O encontro dos movimentos populares com o pontífice acontece às 17h30. Os participantes dialogarão com o Papa sobre a necessidade de transformações estruturais na sociedade, e que tenha os movimentos populares como protagonistas da luta por justiça social.

Ao final, os movimentos entregarão ao Papa uma carta com os resultados do trabalho dos três dias de trabalho, e as medidas mais urgentes para que Francisco possa colocá-las na Assembleia das Nações Unidas de Nova Iorque e em outros foros internacionais.

Encontro dos Movimentos Populares no Brasil
Os representantes das Pastorais Sociais da Igreja no Brasil também se preparam para o Encontro das Coordenações das Pastorais Sociais, Organismos e Setor Mobilidade Humana, que será realizado de 18 a 20 de agosto, em Brasília. Na ocasião, haverá o planejamento das atividades para o quadriênio iniciado após a 53ª Assembleia Geral da CNBB, em abril.

De acordo com o assessor da Comissão Episcopal para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz da CNBB, padre Ari Antônio dos Reis, as metas de cada pastoral serão traçadas a partir da avaliação do quadriênio anterior, da Encíclica do papa Francisco “Laudato Si’ – sobre o cuidado da casa comum” e das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil 2015-2019 (Documento 102 da CNBB).

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.