Por Redação A12 Em Santo Padre

Santo Padre chega ao Egito

Papa Francisco_Shutterstock

Foto: Shutterstock

O Papa Francisco chegou ao Aeroporto Internacional do Cairo, no Egito, nesta sexta-feira, 28 de abril, às 14h02 locais (9h02 no horário de Brasília). 

Na comitiva que levou o Papa ao Egito, estavam o Patriarca copta-católico no Egito, Dom Ibrahim Isaac Sidrak, e o Núncio Apostólico no Egito, Dom Bruno Musarò, que deram as primeiras boas-vindas ao Santo Padre.  

Aos pés da escada do avião, o Santo Padre foi acolhido pelo primeiro-ministro egípcio, Sherif Ismail,  pelo Bispo de Luxor, Dom Emmanuel Bishay, e pelo secretário da Nunciatura Apostólica, Jan Thomas Limchua.

Acolheram também o Papa uma jovem, uma religiosa e uma criança. 

Segundo o site de notícias egípcio ‘Youm 7’, o Papa foi também acolhido por uma delegação de mais de 100 deputados muçulmanos e cristãos. 

Itinerário

Após mais de três horas de voo, onde saudou brevemente os jornalistas e a delegação, o Pontífice deu início a uma estadia de apenas 27 horas. Ele é o segundo Papa a ir ao Egito, pois João Paulo II também visitou o país há 17 anos. Francisco deve fazer cinco discursos.

Direto do aeroporto, em carro fechado, o Papa se dirige ao Palácio Presidencial em Heliópolis, bairro na zona nordeste da capital construído numa área aonde até o início do século XX havia um deserto. Fora do Palácio, está prevista uma cerimônia com piquetes de honra e a execução dos hinos do Egito e da Santa Sé. O Presidente da República Abdel-Fattah recebe o Pontífice e o acompanha à Sala de Honra para um rápido encontro e troca de presentes. Não há discursos públicos.

Na sequência, ainda em carro fechado, o Papa e sua comitiva se dirigem ao Complexo de Al-Azhar. É a chamada “Esplêndida”, a mais conceituada instituição teológica e de instrução religiosa do Islã sunita no mundo e a mais antiga universidade islâmica, tendo sido construída em 969. 

Antes de participar da Conferência Internacional sobre a Paz, em andamento no Complexo, Francisco faz uma visita de cortesia ao Reitor da Universidade, que é também o Grão-Imame da Mesquita anexa, Shaykh Ahmad Al-Tayeb. É o segundo encontro entre os dois, depois da visita do Imame ao Vaticano, em 2016.

Em seguida, o programa prevê uma reunião com representantes do governo egípcio e um encontro com Tawadros II de Alexandria (papa da Igreja Copta Ortodoxa) na sede do Patriarcado. O bairro cristão do Cairo foi alvo de um grave atentado terrorista em dezembro de 2016, quando uma bomba explodiu na capela de São Pedro, a pouca distância do escritório de Tawadros II, e deixou 29 mortos. Ali, Francisco, o Patriarca e outros líderes de confissões cristãs farão uma oração ecumênica pelas vítimas daquele e dos recentes atentados contra cristãos no Egito.

O primeiro dia da viagem se encerra às 18h40, horário local, com a chegada do Pontífice à Nunciatura, onde será acolhido por um grupo de crianças da Escola Comboniana do Cairo.

:: Papa: “Por que temer?” Se Ele garantiu nunca nos abandonar

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.