Por Redação A12 Em Santo Padre

Visita do Papa ao México: Coleta será em prol de centros de acolhimento a migrantes

A coleta nacional que será realizada no México, por ocasião da visita do Papa Francisco ao país, será destinada à construção de dois centros de acolhimento para migrantes. A visita do Santo Padre acontece entre os dias 12 e 18 de fevereiro.

O anúncio foi feiro pelo bispo de San Cristóbal de las Casas, Dom Felipe Arizmendi Esquivel, que esteve em Roma para acertar os últimos detalhes da visita do Pontífice ao país.

Foto de: REUTERS

Mulher da etnia Xi'ui no México - REUTERS

Mulher da etnia Xi'ui no México.

“Por ocasião do Ano Santo extraordinário da misericórdia decidimos abrir dois novos centros de acolhimento para os migrantes: um na fronteira com Mazapa e outro em Salto de Água. E a coleta por ocasião da visita do Papa será destinada a esse projeto”, explicou Dom Felipe numa entrevista à Agência Zenit.

O prelado ressaltou que a Igreja local já administra outros três pontos de assistência para os migrantes: em Palengue, Comitán e San Martín de Porres.

A questão migratória é particularmente urgente: chegam ao país migrantes da Guatemala, Honduras, El Salvador, Cuba e, ultimamente, também da Índia e China.

Alarme por causa da corrupção e desemprego juvenil

“Muito nos entristece ver grupos de pessoas caminhar quilômetros e mais quilômetros e chegar aos nossos centros de acolhimento com os pés feridos e lesionados”, contou o bispo mexicano do Chiapas.

“Aquilo que oferecemos a eles é uma ajuda de primeira necessidade, como uma refeição, um leito, a possibilidade de tomar um banho. Por vezes, conseguimos dar-lhes também um auxílio legal para questões jurídicas”, acrescentou.

Trata-se de uma tarefa nada fácil, sobretudo num país em que “o dinheiro corrompe tudo, por vezes inclusive a própria Igreja”, lamentou-se o bispo.

“Muitos jovens não encontram trabalho e então os bandos criminais engrossam suas fileiras recrutando-os, obrigando-os a roubar, matar, traficar a droga, sob a ameaça de morte de seus familiares.”

Em relação às expectativas para a visita do Papa Francisco, no próximo mês, o prelado ressaltou que a população mexicana o apreça muito, “não somente por sua simplicidade, mas também porque está reconduzindo tudo à essência do Evangelho”.

“Os fiéis veem-no como uma pessoa tranquila, mas profundamente consciente de qual é o caminho justo a ser percorrido”, concluiu. 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.