Por Redentoristas Em Notícias Atualizada em 11 AGO 2020 - 12H24

Missionário Redentorista fala sobre explosão que ocorreu em Beirute

O mundo está comovido pela nova tragédia que atingiu o povo do Líbano. Uma grande explosão de produtos químicos ocorrida no porto de Beirute provocou a morte de centenas de pessoas e uma grande destruição.

Tudo ocorreu por volta das 18h30 do último dia 4 de agosto, quando ocorreu a dupla explosão no porto da capital do Líbano. As imagens da explosão e da destruição correram o mundo.

Leia MaisExplosão em Beirute: Veja vídeos e o que disse o PapaO Líbano já vivia o caos provocado por outra tragédia devido a uma revolução que começou no dia 17 de outubro de 2019, e com isso a instabilidade política, social e financeira era muito grande. Somado a isso, a pandemia da Covid-19 paralisou a vida humana no país trazendo a pobreza em extremo devido à perda do emprego, a insegurança por causa dos problemas de saúde e o bloqueio econômico que acabou afetando toda a vida no Líbano. E como sempre, quem mais sofre é aquela parcela mais pobre da população.

A dupla explosão abalou a vida no Líbano, que agora experimenta uma grande confusão. Os números indicam cerca de 200 mortos, 4 mil feridos e mais de 50 mil pessoas que perderam suas casas e moradias, pois a explosão chegou a provocar estragos em edifícios localizados a 30 km de distância.

A comunidade redentorista está em Jdeidet-el Metn (Bouchrieh), no subúrbio de Beirute, onde há uma casa, uma escola e uma capela anexa à escola. Eu, padre Binoy Mandapathil estou com outros confrades nesta missão. Existem mais propriedades pertencentes à Missão Redentorista em Roumieh e Harriet-El Bellaneh em Beirute.

Tanto a comunidade, como a escola, igreja, conventos religiosos e igrejas cristãs próximas também foram afetadas. A comunidade redentorista fica a cerca de 4,3 km do lugar da explosão. 

Reprodução Google.
Reprodução Google.
Distância do local da explosão para o bairro onde fica a comunidade redentorista

 

A missão redentorista

A missão no Líbano foi fundada pelos redentoristas belgas em 1953, para ser uma presença dos redentoristas na região das igrejas orientais. Em 2005, se deu a criação da Província São Clemente, na Europa, integrando a Província de Bruxelas e outras três províncias vizinhas. A partir de então, a Província de São Clemente assumiu a responsabilidade pela missão no Líbano.

Com a finalidade de garantir a continuidade da presença dos Missionários Redentoristas no país, a Província de São Clemente convidou a Província Liguori, da Índia, para assumir a missão no Líbano, com a aceitação do Governo Geral da Congregação, em 2014.

CSSR News
CSSR News
Interior da igreja da comunidade redentorista libanesa (foto antiga)


A destacada presença das igrejas cristãs no Oriente Médio é antiga. Os papas sempre insistiram sobre a importância dessa presença, sobretudo, nos últimos 50 anos, convidando congregações religiosas a estabelecer sua presença na região a fim de apoiar o desenvolvimento e o crescimento das igrejas cristãs.

Desde então os Missionários Redentoristas assumiram este desafio. Como congregação missionária buscam expressar o testemunho apostólico orante e vibrante da “Copiosa Redenção” entre o povo do Líbano, como uma continuada presença no “mundo ferido”, como expressou o último Capítulo Geral da Congregação.

Rezemos por este povo a oração a Nossa Senhora do Líbano:

Ó Maria, rainha dos montes e dos mares, Senhora do nosso querido Líbano, cuja glória te foi dada; tu quiseste que ele seja o teu símbolo.

O teu brilho supera o da neve do Líbano e o perfume da tua pureza espalha-se como o perfume das flores do Líbano. Tu te elevaste majestosa como o cedro do Líbano.

A ti pedimos, ó Virgem, volve o teu materno olhar para todos os teus filhos e, estendendo as tuas imaculadas mãos, abençoa a todos eles. Amém.

Padre Binoy Mandapathil, C.Ss.R.
Superior da Missão no Líbano 


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.