Notícias

A experiência de um novo Pentecostes

Que futuro desejamos para a nossa Congregação e que congregação desejamos para o futuro?

Padre Inácio_3 (Juan Ribeiro / Rede Aparecida)

Escrito por Pe. Inácio de Medeiros, C.Ss.R

19 NOV 2021 - 10H06 (Atualizada em 25 NOV 2021 - 09H18)

Shutterstock igreja luz (Shutterstock)

A Congregação Redentorista está se preparando para o XXVI Capítulo Geral que deverá acontecer em Roma, em 2022.

Religiosos e leigos de todo mundo quando solicitados, deram suas contribuições a fim de que seja possível traçar o retrato da realidade da Congregação e que seja o mais realista possível.

Na dramática história do mundo atual, em plena pandemia, a Congregação traça o seu caminho, tendo celebrado recentemente seus 289 anos, com o coração alegre e com a vida que brota de seu interior, impelida no desejo de conduzir a um final feliz sua missão de evangelizar os pobres, o que compreende a salvação de toda pessoa e da pessoa como um todo, em todas as suas dimensões (Const. 5).

O ideal afonsiano se concretiza hoje em cada redentorista que doa sua vida para que a Copiosa Redenção possa chegar a todos os seres humanos, em cada parte do mundo como nos pede o lema da Congregação: “Copiosa apud eum Redemptio”.

Olhando para o caminho já percorrido nesses 289 anos, em meio às suas fraquezas e limitações é perceptível como a Congregação sempre buscou ser fiel a Cristo Redentor, nunca abandonando os pobres que são os seus parceiros privilegiados na evangelização.

Quando a tentação de abandonar o caminho proposto por Santo Afonso de Ligório de “gastar os dias pelos que foram redimidos – Dies impendere pro Redemptis” atormentou a congregação, vozes proféticas de confrades, comunidades ou de Capítulos Gerais e outros instrumentos se levantaram, após ouvirem a voz do Espírito, para que a Congregação voltasse às fontes de seu carisma e espiritualidade.

Leia MaisQual o significado de Pentecostes?

Comissão do Patrimônio Histórico da Província
Comissão do Patrimônio Histórico da Província
Pioneiros alemães que chegaram em Aparecida em 1894.


Celebrar mais um aniversário é uma graça de Deus, sobretudo, nesse tempo de tantos desafios. Por isso mesmo é preciso nos perguntar sempre: Que futuro desejamos para a nossa Congregação e que congregação desejamos para o futuro?

Se compararmos a Congregação, do alto de seus 289 anos, com algumas ordens e congregações da Igreja que são milenares, percebemos que ainda somos muito jovens e muito podemos ainda contribuir para com a Igreja de Francisco, para não nos desviar do caminho Pós-Conciliar, sendo sim uma “Igreja Samaritana”, como “testemunhas do Redentor, solidários para a missão em um mundo ferido”.

O presente que daremos ao mundo e à Igreja como religiosos, formandos e leigos, com aqueles que participam dos Institutos afiliados e que compartilham o carisma redentorista é o de fazermos desse tempo que vivemos, com suas luzes e sombras, graças e pecados, a profunda experiência de um novo Pentecostes.

Escrito por
Padre Inácio_3 (Juan Ribeiro / Rede Aparecida)
Pe. Inácio de Medeiros, C.Ss.R

Redentorista da Província de São Paulo, graduado em História da Igreja pela Universidade Gregoriana de Roma, já trabalha nessa área há muitos anos, tendo lecionado em diversos institutos. Atuou na área de comunicação, sendo responsável pela comunicação institucional e missionária da Província de São Paulo, atualmente é diretor da Rádio Aparecida

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. José Inácio Medeiros, C.Ss.R. , em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.