Por Pe. Inácio Medeiros, C.Ss.R. Em Redentoristas

Encontro refletiu ação pastoral redentorista no Estado de São Paulo

Um encontro para refletir, partilhar e apontar caminhos    

No último último dia 13 de fevereiro, na Comunidade Redentorista do Jardim Paulistano em São Paulo, aconteceu um encontro que reuniu os Secretariados e Comissões de Pastoral da Província Redentorista de São Paulo. Este encontro teve por finalidade refletir sobre a nossa Ação Pastoral, partilhando experiências e apontando caminhos para um agir mais completo, segundo as orientações da Igreja no Brasil, com as marcas próprias da Espiritualidade Redentorista.

O primeiro momento foi de partilha sobre a atual realidade das nossas frentes de Ação Pastoral, vendo não apenas o contributo que damos à Igreja no Brasil, mas também os desafios que enfrentamos hoje diante da realidade de mundo e de sociedade Pós-Moderna em que vivemos. O segundo momento foi de reflexão e de encaminhamentos para a nossa ação missionária futura. 

Frentes de Ação Pastoral

São estas as principais áreas de missão exercidas pelos redentoristas da Província de São Paulo:

Paróquias e Igrejas não paroquiais: Atendemos hoje 02 igrejas não paroquiais (em Tietê e Araraquara) e mais 10 paróquias que estão entregues aos nossos cuidados (Jd. Paulistano, Aparecida, Diadema, Sapopemba, Cidade Tiradentes, Miracatu, Sorocaba, Santa Bárbara, Campinas e São João da Boa Vista). Podemos incluir aqui a área pastoral de Heliópolis – São Paulo, atendida pelos nossos junioristas, ainda que não esteja diretamente sob a nossa responsabilidade. Das paróquias, algumas estão ligadas às casas de formação e outras às casas missionárias e mais ou menos 25 redentoristas atuam nessa dimensão pastoral.

 

As frentes de missão da Província Redentorista de São Paulo: paróquias, missões, Santuário Nacional, meios de comunicação e obras sociais. 

Santas Missões Populares: A equipe missionária composta hoje por 18 confrades continua a busca por cumprir todos os pedidos de missão que nos são oferecidos. Diversos desafios sentidos nas outras frentes pastorais repetem-se também nas Santas Missões. Por isso, nestes últimos tempos a equipe vem buscando renovar a metodologia das Santas Missões, para que com uma nova sistemática possa enfrentar as múltiplas exigências da Pós-Modernidade.

Santuário Nacional: A equipe que atende o Santuário Nacional é composta hoje por 34 pessoas, mas nem todas estão envolvidas diretamente na pastoral. Com o incremento da evangelização pelos Meios de Comunicação aumenta a necessidade de um trabalho mais especializado. O atendimento proporcionado aos milhões de peregrinos que todos os anos acorrem ao santuário já é realizado desde outubro de 1984, há quase 120 anos. A pastoral do Santuário é marcada profundamente pela acolhida, buscando animar a esperança dos peregrinos numa vida de comunidade cada vez mais integrada e harmoniosa.

Meios de Comunicação: A equipe de ação desta frente pastoral é composta por 10 missionários que trabalham na Rádio e TV Aparecida, na Rádio RB2 de Curitiba, no Portal A12.com e na área editorial que integra as editoras Santuário, Ideias e Letras e as livrarias redentoristas. O campo da comunicação social foi um dos que mais cresceu nos últimos tempos na província, envolvendo bem mais pessoas do que antes, nos dando também uma possibilidade muito maior em termos de evangelização. Por isso mesmo, a gestão dos nossos meios é feita de forma cada vez mais profissional, enfrentando a situação dos tempos modernos e assumindo as necessidades que vão aparecendo diante da novidade que este setor representa.

Obras Sociais: É o setor mais novo da Província sobre o qual começa agora a ser feita uma análise pastoral mais aguçada. No momento são 02 confrades envolvidos nesta pastoral. Neste campo o mais importante e entender o conceito novo de promoção humana, ligando-a à missão. As obras sociais que temos se colocam nesse horizonte. A província possui 07 CAS, Centros de Ação Social (Aparecida, Potim, Cidade Tiradentes, São João da Boa Vista, Miracatu, Sacramento e Campinas) e outras 03 parceiras. 

Ação Formativa

Além das frentes de Ação Pastoral acima descritas, e que mais aparecem, a Província de São Paulo atua ainda em outros campos que não podem ser esquecidos:

Ensino e pesquisa de teologia, sobretudo na área da Moral, investindo em pessoas e recursos, sobretudo no ITESP, Instituto Teológico de São Paulo, conduzindo a formação dos estudantes da Província de São Paulo, da Vice-Província de Recife e de outras congregações religiosas.

Formação e Promoção Vocacional, investindo em um grupo substancial de confrades e recursos nestas atividades de promover, recrutar e formar as vocações redentoristas.

Colaboração com os organismos do Governo Geral da congregação localizados em Roma, mantendo, além disso, uma Estação Missionária Ad Gentes no Suriname. A Província sempre colabora com a Congregação no sentido da solidariedade em áreas de missão ou de urgência missionária.

E para concluir lembramo-nos de um serviço que pouco aparece, mas que tem também uma dimensão pastoral. Trata-se das atividades ligadas à Administração, pois estatem também sua dimensão pastoral, quando, através daqueles que cuidam do Santuário Nacional, da Rádio e TV Aparecida ou de qualquer outro campo de ação, fornece um subsídio e um lastro de manutenção da grande obra missionária da Província Redentorista de São Paulo. 

E para o futuro

 

A Ação Pastoral da Província busca "uma pastoral orgânica, planejada no tempo e coordenada, de acordo com as diretrizes da Igreja do Brasil e da Santa Sé".

Sabemos que a cada dia que passa a nossa Ação Pastoral realizada em nossas frentes pastorais projeta a nossa atuação e nossa imagem no cenário nacional, necessitando de uma pastoral orgânica, planejada no tempo e coordenada, de acordo com as diretrizes da Igreja do Brasil e da Santa Sé. Por isso mesmo, como motivação de futuro em nossas paróquias e igrejas renovamos o compromisso de buscar uma ação mais planejada e ousada a curto, médio e longo prazo para que elas não acabem se tornando simplesmente paróquias de “manutenção”, mas assumam realmente o novo espírito e o novo rosto do “Ser Igreja”.

Em relação às Santas Missões vamos redobrar os esforços na busca de um novo caminho diante da sociedade nova na qual estamos inseridos, onde não mais predomina a realidade do mundo rural. Nesta realidade de mundo e de sociedade não se pode mais ter um método único e pronto, mas queremos nos capacitar para conhecer cada realidade e nela adaptar o nosso método missionário.

Em relação às nossas obras sociais sabemos muito bem que faz-se necessário a abertura ao novo para que o esforço continuado de renovação possa ser bem sucedido.

Igualmente, o Santuário tem sua força na pastoral sacramental da eucaristia, da penitência e no cultivo da devoção mariana. Com isso, nossa marca principal há de ser a acolhida e o atendimento de cada pessoa. Tudo gira ao redor do valor e da promoção de todos e de cada um.

Por fim, em nossos meios de comunicação queremos dinamizar o processo de comunicação aliando a forma e a plástica de nossos produtos com a excelência de conteúdo que a fé cristã nos possibilita.

O campo de missão é imenso, as solicitações não param de acontecer, por isso precisamos renovar o apelo para que o “Senhor da Messe e Pastor do Rebanho” continue nos abençoando com muitas e santas vocações, pois a messe é grande e há muitos que vivem desolados e desgarrados como “ovelhas sem pastor”. 

 

Pe. Inácio Medeiros, C.Ss.R.
Vigário Provincial 
Equipe Missionária de Araraquara

 
Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Inácio Medeiros, C.Ss.R., em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.