Por Redentoristas Em Redentoristas

Nascidos para as coisas superiores

capa_informativoprovinciajulhoagostoExiste uma expressão latina muito conhecida dos mais antigos que diz assim: “Ad maiora natus sum”. Traduzindo, podemos dizer que “somos nascidos ou criados para as coisas superiores”; ou seja, nossos passos devem sempre nos levar para o alto, para as coisas mais sublimes. Na verdade, podemos parafrasear dizendo que, como religiosos, o sentido maior da nossa consagração é o crescimento para as coisas de Deus, fazendo das coisas do mundo o caminho de nossa santificação. Correto, sim, dizer isso, mas conquistar não é fácil não!

Constatamos que nossa caminhada vocacional de religiosos nem sempre é fácil, sendo marcada por muitos obstáculos e dificuldades que precisam ser superadas. Por outro lado, se olharmos a história da Igreja veremos que os grandes obstáculos, se vencidos com fé e tenacidade, levam as pessoas à experiência do martírio. E esta realidade é uma constante em nossa Igreja, não só na antiguidade, mas também no presente. O martírio é uma realidade de nosso mundo hodierno, sobretudo nos países de missão. Um grande santo da Igreja afirmou que “o sangue dos mártires é como que o adubo que fecunda e prepara a terra para o nascimento de novos cristãos”.

Também a história de nossa amada congregação é recheada de exemplos de martírio. Primeiro cada um de nós é chamado ao martírio nos atos cotidianos, fazendo morrer, quem sabe, os maus desejos e as más inclinações, para fazer brotar o sentido maior da consagração na fecundidade de dons e potencialidades. Ao lado disso os mártires de ontem e de hoje fecundam o solo de nossa congregação nos incentivando e entusiasmando para que também nós sejamos fiéis ao ideal de propagar a Copiosa Redenção. 

Neste sentido, entre as matérias deste informativo, continuamos apresentando algo da vida dos mártires de Madri, trazendo hoje alguns excertos da vida do Irmão Máximo. Falamos do testemunho de muitos dos nossos que, no seu dia a dia, vivem sua consagração religiosa. E a pergunta continua reboando: O que é ser redentorista? Falamos de amigos e beneméritos da Província, como é o caso de Dom Aguirre, que ordenou muitos dos nossos ao sacerdócio; apresentamos um gráfico com o nome de todos os bravos irmãos que vieram da Alemanha e contamos muito de nossa vida, de nossa história e de nossa caminhada.

Só me resta desejar uma boa leitura, e não deixe de nos mandar sua contribuição.

Pe. Inácio Medeiros, C.Ss.R.
Editor do Informativo da Província  

 

 
Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.