Por Daiane Wolf Em Redentoristas Atualizada em 18 MAR 2019 - 10H54

Província de Campo Grande reforça orientação espiritual no Paraná e no Mato Grosso do Sul

Pessoas abandonadas na área espiritual ganharam amparo em 1732. Os Missionários Redentoristas se uniram para servir os que necessitaram de orientação. Ao todo, eles são mais de cinco mil membros pelo mundo, contando no Brasil, os cerca de seiscentos religiosos, divididos em cinco províncias. Cada uma abrange uma área, composta por estados. Uma das províncias chama-se Campo Grande. 

provincia_2015

A Unidade Redentorista do Mato Grosso do Sul e Paraná teve início em 1930, com a chegada dos missionários norteamericanos de Baltimore, em Aquidauana (MS). Eles também foram fundando casas em municípios paranaenses. 

O ano de 2015, início do quatriênio, teve extrema importância para a Província de Campo Grande. Foi quando o padre Edilei Rosa, natural de Ivaiporã (PR), foi escolhido para presidi-la, depois que o padre Henrique Aparecido de Lima foi nomeado bispo pelo Papa Francisco e assumiu a diocese de Dourados (MS).  

E, em se falando de trabalho na Província, 2016 iniciou a todo vapor. Várias ações já foram realizadas, como a ordenação do confrade Henrique Aparecido lima; a profissão religiosa de Adriano da Silva; a memória do Pe. Armando e a formação de 37 concluintes.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Daiane Wolf, em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.