Por Pe. Inácio Medeiros, C.Ss.R. Em Redentoristas

Uma pergunta que não quer calar: Qual o futuro dos ídolos da Juventude?

famaPorque tantos ídolos da juventude não conseguiram ser heróis para si mesmos, e quase sempre não são um bom exemplo a ser seguido?

Dinheiro, fama, sucesso e muito talento são características da maior parte daqueles que morreram jovens ou terminaram a vida no esquecimento (pobreza, falência) e no descrédito. Na maioria das vezes um histórico de escândalos ligado a drogas, álcool e prostituição acompanham o talento e as oportunidades que a maioria dos jovens de sua idade nunca teve.

Porque eles não souberam aproveitar bem as chances que a vida lhes deu?

Se eu pedisse, a você que está lendo agora este artigo, que me fizesse uma lista de ídolos juvenis que se foram em plena flor da idade, você listaria cantores, artistas de cinema e TV, modelos e até mesmo jogadores de futebol, e esta lista poderia ser bem substanciosa, seja com pessoas do Brasil, como do exterior.

Na maioria dos casos a droga e o álcool acabam sendo a forma de exprimir a insatisfação com sua própria realidade. Um caminho de fuga e alienação que nem sempre têm volta. Outro tanto não estava preparado para quando a fama chegar e, muito menos, para quando ela se for.

Outra razão é a falta de privacidade e de vida pessoal, pois tornam-se presas dos paparazzi, das revistas e dos programas de fofoca, ou tem a vida ditada por uma agenda que não lhes permite aproveitar a vida como uma pessoa comum e tudo acaba não sendo suficiente, vindo na esteira o vazio e a solidão, pois estão sempre no meio de muita gente, mas ao mesmo tempo eles não tem ninguém.

Além disso, quando alguém está em evidência na mídia, logo acaba sendo rodeado por pessoas que dele só se aproximam por interesse. O ídolo desconhece as pessoas que o circundam em profundidade e mesmo os casamentos acabam fracassando por essas e outras razões, porque quase sempre se casa com o corpo, mas não com a alma de quem se tem perto.

 

"Às vezes a pessoa corre tanto atrás da fama, e quando a alcança percebe que ela lhe rouba o que há de mais importante".

Às vezes a pessoa corre tanto atrás da fama, e quando a alcança percebe que ela lhe rouba o que há de mais importante. Outros ídolos acabam gastando mais do que deveriam para manter um padrão de vida que é irreal, e como o acesso fica muito facilitado, partem para o excesso, pois falta uma formação de base, sobretudo familiar. Ao lado disso ainda existe um culto às drogas e à vida promíscua.

Mas ainda bem que existem os ídolos que estão de bem com a vida, que sabem lidar com a fama e sabem manter sua privacidade e sua vida pessoal, aliando caráter, família, educação e religião com a realidade de fama e glamour que cerca a sua profissão.

 

Padre Inácio Medeiros, C.Ss.R.
Equipe Missionária de Araraquara (SP)

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Inácio Medeiros, C.Ss.R., em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.