Por Mauro Carvalho dos Santos Em Obras Sociais

Bazar do projeto Semear no CAS Perpétuo Socorro.

 

destaque_62

Bazar do projeto Semear no CAS Perpétuo Socorro.

No primeiro semestre de 2015, o CAS Perpétuo Socorro colocou em prática uma ideia bastante interessante criada pelos colaboradores do projeto. O Bazar do Projeto Semear.

Todos os dias, cada criança é avaliada por ela mesma, por seu grupo e por seus monitores. São levados em consideração quesitos como comportamento com os colegas, com o monitor da atividade, engajamento nas atividades propostas e também a assiduidade.

A ideia é que a própria criança tenha o censo crítico para avaliar como foi seu comportamento no dia. Se foi ótimo ou excelente, aquela criança ganha uma estrelinha dourada, se o comportamento for bom ou regular, recebe então uma estrelinha prateada, se a criança não se comportou bem, respondeu mal aos colaboradores, colegas ou fez algo fora das regras, não ganha nenhuma estrelinha naquele dia. Crianças que faltam, também ficam com a pontuação zerada ao final do dia.

Um quadro com a pontuação de cada criança é mantido em local de fácil acesso para que todos possam acompanhar sua evolução durante todo o mês. E no início do mês seguinte, os destaques do mês são presenteados com lembrancinhas. Bimestralmente é realizado um Bazar, onde crianças e adolescentes podem adquirir produtos de acordo com sua pontuação acumulada no mês.

A pontuação é dividida da seguinte forma:

- 0 a 20 pontos

- 21 a 40 pontos

- 41 a 60 pontos

- 61 a 80 pontos

- Acima de 80 pontos

 

Quanto mais alta a pontuação, melhores são os produtos e maiores são as opções de escolha.

Os produtos “comercializados” no Bazar do Projeto Semear variam desde chaveiros, acessórios, joguinhos e adesivos até bonecas, bolas, caixinhas de som, entre outras coisas que fazem a cabeça da garotada.

O CAS Perpétuo Socorro acredita que ideias como essas podem ajudar e incentivar o bom comportamento, pois os usuários se entusiasmam em melhorar cada vez mais, visto que há um reforço positivo referente a isso. E ressaltando a importância que conviver bem na sociedade é sempre a melhor forma de levar a vida.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Mauro Carvalho dos Santos, em Obras Sociais

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.