Por Secretariado Vocacional Redentorista Em Notícias

Deus, força de seus enviados!

Antes de começar, leia atentamente: Jr 20, 10-13 / Rm 5,12-15 / Mt 10, 26-33

Foto de: reprodução

O Senhor é a minha força

É muito comum reclamarmos das dificuldades da vida. Olhamos os jornais e nos deparamos com os profetas da destruição e da morte. Num olhar pessimista, parece que tudo está perdido e que o amor de Deus está longe de se tornar realidade neste mundo.

Paulo, escrevendo aos romanos, fala do pecado original, que entrou no mundo e gera divisões, desgraças e morte. Tal é a ação maléfica do pecado que atingiu a todos. No entanto, o Apóstolo nos ensina a olhar com esperança, pois Cristo venceu o pecado e a morte e fez reinar a Graça e a vida! Ele vai além dizendo que o dom é infinitamente maior do que a falta. Paulo, então, proclama a vitória do amor que supera o pecado.

Ora, se o amor venceu, por que ainda continuamos a ficar cabisbaixos e desanimados diante das contrariedades da vida? Somos redimidos por Cristo e enviados a anunciar um mundo renovado a todas as pessoas. Nossos telhados hoje são muito mais altos e atingem mais pessoas, se quisermos!

Tenhamos coragem de anunciar! Testemunhá-Lo diante dos homens significa romper com a perversidade do mundo que mata, explora e exclui para gerar o amor que congrega todos no Pai. Jesus mesmo promete que dará testemunho diante do Pai de todos que tiverem vivido e anunciado a justiça abertamente pela prática da vida.

Chega de medo e desânimo! Cristo venceu a morte! Deus é presença salvadora!

Bíblia e Juventude, tudo a ver!

Padre Anísio Tavares, C.Ss.R.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Secretariado Vocacional Redentorista, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.