Por Campanha dos Devotos Em Notícias

Bem-aventurada Ação de Graças!

acao_de_gracas

“Bom é render graças ao Senhor...Entrai por suas portas cantando ações de graças” (Sl 92, Sl 100) 

Quero chamar a Ação de Graças de bem-aventurada!

Completaria dizendo que bem-aventurados são todos os que aprenderam a render graças, a dizer obrigado. E como o Senhor revelou seu amor aos pequenos e aos humildes, estes sabem agradecer não só os grandes benefícios, mas as coisas pequeninas, como a mão estendida que ajuda a levantar. Jesus agradece ao Pai porque os pequenos, os simples souberam acolher a presença do Reino: “Eu vos bendigo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque estas coisas que escondestes aos sábios e entendidos, vós as revelastes à gente simples” (Lc 10,21). O fecundo ensinamento de Cristo que aqui aprendemos é que no coração orgulhoso, auto-suficiente e presunçoso não há agradecimento algum. É triste uma pessoa assim, pois é impossível sermos tão independentes neste mundo.

Desde o início dos tempos bíblicos os justos aprenderam a agradecer. Abraão acolheu agradecido o chamado de Deus e pôs-se a caminho (Gn 12). O mesmo fez Moisés para libertar o povo de Israel das mãos dos opressores (Êx 3,1-15). Do coração de Ana nasceu a prece de agradecimento a Deus pelo nascimento de Samuel (1Sm 1,24-28). Maria, por sua vez, bendiz a Deus na casa de Isabel, porque o Senhor lembrou-se de seu povo (Lc 1,46-56). Por isso, é terrível o coração que não sabe agradecer.

Com o salmista o povo de Deus pode dizer: “Bom é render graças ao Senhor... Entrai por suas portas cantando ações de graças” (Sl 92, Sl 100). A ação de graças por excelência que o cristão faz é a Eucaristia. Na prece o povo louva e agradece aquele que não poupou sua própria vida para nos redimir. A Igreja, consciente da plena oblação de Cristo, ensina-nos o dever cristão de não nos esquecermos desta gratidão para com o Pai, por meio da Eucaristia: Ele deu-nos seu Filho único, aquilo que lhe era mais precioso. 

Olhemos ainda para nós mesmos. Temos uma vida. Ela é dom de Deus. Ninguém pode dar a vida senão Deus. Quantas ameaças ela sofre em nosso tempo: ameaças que ferem sua dignidade, que ferem o dom divino. Amá-la é obrigação de todos que a receberam; defendê-la é dever incontestável. Se temos algo a agradecer todos os dias é o dom da vida! Defendê-la é dever intransferível. Assim podemos dizer sem erro algum: Quem ama, sabe agradecer os incontáveis benefícios que Deus nos dá por sua bondade.

O que temos, pois, a celebrar? É simples e infinito, humilde e de grandeza infinita: O amor de Deus por nós! Toda a criação e cada criatura Deus criou apenas pensando em nós, em seu amor por nós. Ele tudo faz por amor, nada sem amor. Por isso Deus é Amor. Quem ama sabe agradecer, quem não ama não sabe dizer obrigado. Por isso, na dor ou no amor, obrigado, Senhor! Bem-aventurada seja a Ação de Graças! Bem-aventurados os que sabem agradecer! E como nossa sociedade ainda tem o que aprender do agradecimento, da gratuidade...​

Pe. Ferdinando Macílio

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Campanha dos Devotos, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.