Por Campanha dos Devotos Em Notícias

Eu vim para que todos tenham vida!

Belas são as primeiras páginas da Sagrada Escritura quando narram a grandeza e a beleza da criação divina. Páginas que precisam estar diante de nossos olhos todos os dias: Somos frutos do amor de Deus! Ele nos deu o dom da vida!

No silêncio da eternidade, Deus irrompeu em seu amor, fazendo tudo nascer de seu coração. Criou céus, terra, mares e galáxias, e Ele está aí, a passear por todo o universo nos astros e planetas e, na imensidão de sua grandeza, passeia também bem por dentro de cada coração humano, feito à sua imagem e semelhança.

A vida é a poesia dos que sabem amar, dos que sabem contemplar, pois o próprio Deus viu que era bom o que havia criado. Infundiu em nós um pouco de tudo o que Ele é. Quando contemplamos a brandura e a singeleza de uma criança que desfaz os planos mais hediondos dos malvados e desarma os adultos escondidos em seus refúgios por causa de sua hipocrisia, ela nos faz lembrar: Deus é a ternura! E, naquela criança ou adulto que sofrem, Ele está ali sofrendo também.

Vi a criança oferecer uma flor em troca de uma arma que só provoca a dor. A vida parece frágil, como a flor, porém o homem inventa e fabrica as armas e Deus cria a flor. A guerra nega a vida e provoca a dor; a flor, que a tudo embeleza, silenciosamente mostra-nos a beleza e a grandeza do amor de Deus. Em todos os momentos, ela está presente, como companheira, seja lá o que for, o que estiver a acontecer ao nosso redor.

E quando Jesus veio nos ensinar que a vida Ele veio trazer para transbordar, não veio nos falar dos planos dos palácios ebúrneos que só pensam em ganhar e fazem seus planos para o pobre espoliar. Neles, Deus não tem lugar. Esqueceram que a vida não é deles, que ela é de Deus.

O cristão que se calar diante do pobre ultrajado e nada fizer para a vida do irmão melhorar vai ter de apresentar sua conta a Deus. E, na hora decisiva, se não aprendi a amar e a vida não reparti, então, o que adiantará chorar?

É bom a gente pensar que Deus não veio brincar, que Jesus nos ensinou a repartir, como Ele mesmo fez.

Não me deixe sonhar sozinho, pois ninguém poderá conter a força que brota da união. Os palácios tremem quando os pobres dos casebres começam a sonhar juntos. Os que têm o poder têm medo da força da união. E o meu sonho é que um dia as cercas vão cair, os palácios vão ruir e a vida triunfar. “Eu vim para que todos tenham vida”, e essa verdade, um dia, vai se realizar!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Campanha dos Devotos, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.