Por Flávia Gabriela Em Releases

Estrutura de 97 toneladas do Campanário será erguida amanhã no Santuário Nacional

Foto: Thiago Leon

 

Nesta quarta-feira (04), o Santuário Nacional de Aparecida dá início ao ‘içamento’ da estrutura metálica do Campanário (estrutura interna). Nesta etapa da obra a estrutura que sustentará o Campanário fica literalmente em pé, para sua posterior concretagem.

As operações acontecem entre 8h e 12h.

Para possibilitar esta ação, uma estrutura gigantesca será montada com três guindastes: 1 guindaste com capacidade de carga de 500 toneladas, 1 guindaste com capacidade de carga de 750 Toneladas e 1 Guindaste com capacidade de 80 Toneladas, este atuando como apoio, para montagem e desmontagem dos outros 2 guindastes.

Segundo o engenheiro responsável pela obra, Eric Pelogia Pieri, no total serão erguidas 97 toneladas de estrutura e concreto.

Cerca de 50 pessoas, incluindo equipes de montagem, topografia, construção e engenharia são responsáveis pela ação.

A previsão é que até o final do ano a obra do Campanário seja concluída, já que é um dos projetos em comemoração aos 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Saiba mais:

300 Anos de bênçãos  A construção de um Campanário no Santuário Nacional está entre os preparativos para a celebração dos 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida nas águas do Rio Paraíba do Sul, que será celebrado em 2017. A obra deve ser finalizada ainda em 2016 e sua inauguração abrirá o ano jubilar de comemorações.

Os Sinos - Foram fabricados na Holanda e chegaram ao Brasil, via navio, no início de dezembro de 2015. As treze peças estão nas dependências da Basílica e, após serem batizadas, permanecem em exposição para os devotos até a conclusão da construção. Pela tradição Católica, todo sino é dedicado a um santo. No caso dos sinos do Santuário, cada um é dedicado a um dos 12 apóstolos. Além da dedicação, cada sino também homenageia os cardeais, arcebispos e bispos que tem ligação com a história do encontro da Imagem, da chegada dos Missionários Redentoristas à Aparecida e da construção do Santuário Nacional. O 13º sino, maior que os demais, é dedicado à Virgem de Aparecida e a São José e a homenageia a Família Campanha dos Devotos. A concepção artística do projeto é do artista sacro Cláudio Pastro, assim como toda a parte interna e externa do Santuário de Aparecida.

Bispos homenageados

  • Cardeal Aloísio Lorscheider
  • Dom Geraldo Maria de Moraes Penido
  • Cardeal Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta
  • Dom Antonio Ferreira de Macedo
  • Cardeal Sebastião Leme
  • Dom Duarte Leopoldo e Silva
  • Dom José de Camargo
  • Dom Joaquim Arcoverde de Albuquerque Cavalcanti
  • Dom Lino Deodato Rodrigues de Carvalho
  • Dom Joaquim de Melo
  • Dom Frei Antonio da Madre de Deus Galvão
  • Dom João da Cruz Salgado de Castilho

Informações técnicas

Fabricação: Petit & Fritsen B.V (Empresa do Grupo Royal Eijsbouts)

Local de Produção: Asten (Holanda)

Curiosidade: A empresa Petit & Fritsen foi fundada no ano de 1.660. Logo após o fechamento de contrato com o Santuário foi adquirida pela empresa Royal Eijsbouts, fundada em 1.872.

Concepção Artística: Cláudio Pastro | Cada sino tem um símbolo que representa sua dedicação: aos Apóstolos, a Virgem de Aparecida e a São José.

O Campanário - Com o peso total de 284,74 toneladas, a estrutura de metal e concreto sustentará os 13 sinos verticalmente. O primeiro e maior sino, ficará a 8 metros da base e pesará 2500 kg. Já o último sino, o menor, ficará a 30 metros da base e pesará 162 kg.

Aspectos construtivos: Estrutura mista (Concreto e Metálica)

  • Dimensões da base: 9,00 x 20,00 m
  • Altura do Fólio Maior: 37,50 m
  • Altura do Fólio Menor: 32,50 m
  • Peso da Estrutura: 274 Toneladas
  • Peso Total (Estrutura + Sinos): 284,74 Toneladas

Reprodução musical -  Os sinos do Campanário do Santuário Nacional funcionarão de duas formas: através de toques comuns ou reproduções musicais personalizadas pelo Santuário, através de teclado próprio para esta função. Para os toques tradicionais, badalarão movidos por motores eletromagnéticos. Já para a reprodução musical permanecerão “parados” e martelos internos produzirão os sons do carrilhão. As notas musicais foram definidas em conjunto com os maestros do Santuário, tendo como objetivo viabilizar a reprodução da maioria das músicas dedicadas a Nossa Senhora.

 

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Flávia Gabriela, em Releases

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.