Por Victor Hugo Barros Em Releases

Limpeza da Basílica para Festa da Padroeira conta com rapel tático

prapativos_victor_hugo_barros

Foto: Victor Hugo Barros

Os preparativos para a Novena e Festa da Padroeira do Brasil 2015 movimentam o Santuário Nacional a partir do mês de setembro. Neste período, diversas equipes intensificam seus trabalhos para melhor acolher os milhares de devotos que aproveitam o período de homenagens a Nossa Senhora Aparecida para visitar o maior Santuário Mariano do mundo. Este é o caso do departamento de limpeza, que desde o dia 17 de agosto realiza trabalhos de vasculho e conservação em todas as áreas do Santuário Nacional.

Para isso, o setor conta com a ajuda especializada da equipe de rapel do Santuário, composta por seis colaboradores. Eles são responsáveis para limpar o teto da Basílica, bem como os vitrais, o retábulo com o nicho de Nossa Senhora e os mosaicos que adornam as quatro alas do templo. Tudo isso suspensos por equipamentos de segurança a vários metros do chão.

A tarefa não é fácil, mas é realizada a cada seis meses pelos profissionais que ajudam na manutenção dos 25 mil metros quadrados da Basílica. Só o retábulo, local onde se localiza o nicho com a Imagem original da Padroeira do Brasil mede 37 metros de altura.

Emerson Diniz do Nascimento é integrante da equipe de rapel há quatro anos e não esconde que no início teve medo. "No início eu tinha medo, mas com o tempo ele vai sumindo. Aqui a gente está seguro pelos equipamentos de proteção." Para ele, o trabalho de limpeza no rapel já é parte integrante de sua vida. "Hoje em dia não me vejo sem o rapel. É como se faltasse um pedaço na minha rotina", afirmou Nascimento.

Segundo a encarregada Sueli Lúcia Rodrigues dos Santos o serviço se estende até o fim do mês de setembro. "Nós temos que terminar todo o serviço até o dia 30 de setembro, por que a partir dessa data tudo tem que estar pronto para a festa da Padroeira". Mesmo depois de terminada esta grande operação, a manutenção dos espaços que não exigem maior complexidade é diária.

Além do rapel, outras equipes trabalham na limpeza e conservação de áreas mais baixas, como os mosaicos sobre as portas e as capelas, além do serviço diário de limpeza nas áreas do Santuário. No recinto do templo também atua a equipe de elétrica, que realiza reparação e troca de lâmpadas queimadas.

 Nesta segunda-feira o rapel tático começou a preparar as cordas para a limpeza do retábulo da Imagem. Até agora a equipe já realizou a limpeza das janelas, dos mosaicos das quatro naves e do teto da Basílica. O trabalho intenso de limpeza segue até o fim deste mês.

4 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Victor Hugo Barros, em Releases

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.