Por Flávia Gabriela Em Releases

Organização do Congresso Mariológico 2017 conta com equipe de estudiosos da PUC

Foto de: Thiago Leon

 

A história da devoção a Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, ganha neste ano de 2017 vários contornos. Estudiosos de todo o mundo querem focar a temática cultural da história da imagem negra encontrada em 1717 nas águas do Rio Paraíba do Sul.

Isso porque sua relevância para a história, a sociedade, a política e o catolicismo brasileiro é inegável. Por isso a Academia Marial de Aparecida elegeu este como seu tema de discussão para o XI Congresso Mariológico.

Dada a profundidade dos estudos da Academia, o evento ganhou este ano proporção internacional, e conta entre seus palestrantes, estudiosos de Mariologia como o Prefeito da Congregação para a Causa dos Santos no Vaticano, Cardeal Angelo Amato.

Uma equipe de peso também se soma à Academia Marial na realização do congresso, que acontece entre os dias 9 e 12 de agosto: o Programa de Pós-Graduação em Ciência da Religião da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC. O evento conta com um Comitê Científico composto por especialistas que garantirá a qualidade acadêmica das comunicações e mesas redondas.

“Estamos falando de um estudo interdisciplinar sobre a devoção a Nossa Senhora Aparecida. São 300 anos da devoção e uma oportunidade única para reunir pesquisadores que se dedicam ao estudo das devoções populares no Brasil, e em especial, neste caso, da devoção à Padroeira do Brasil”, explica do diretor da Academia Marial, Missionário Redentorista Padre Valdivino Guimarães.

Segundo ele, a Academia tem acumulado reflexão e conhecimento sobre a devoção e tem-se no Congresso a oportunidade para resgatar, agregar e avançar os estudos sobre a devoção mariana no Brasil, e desta forma, suas contribuições para esta devoção em todo o mundo.

O Congresso será composto fundamentalmente por conferências plenárias sobre grandes temas, mesas redondas de debates constituídas por especialistas em religiosidade popular e sessões de comunicações abertas a estudantes e pesquisadores.

São considerados nesta edição do evento, 5 diferentes enfoques temáticos: Abordagens históricas (mito de origem da devoção, balanço sobre os documentos históricos, descrição do desenvolvimento histórico da devoção), Abordagem sócio-pastoral (a devoção no contexto do catolicismo popular brasileiro, a chegada dos redentoristas a Aparecida, a nacionalização da devoção, as mariologias populares, os impactos do Vaticano II, estudos comparados com outras devoções brasileiras), Abordagem teológica (ancoragem mariológica da devoção, leituras teológicas já produzidas sobre a devoção, critérios de discernimento da devoção), Abordagem estética (a construção iconográfica da imagem de Aparecida, a estruturação do espaço no decorrer do tempo, as expressões artísticas nas duas Basílicas) e a Abordagem socioeconômica (os impactos sócio-espaciais do Santuário ontem e hoje, a infraestrutura física, o aspecto do trabalho, o turismo religioso).

Inscrições – As inscrições são limitadas, mas ainda é possível participar congresso. Os interessados devem acessar o site da Academia Marial - www.A12.com/academia ou pelo email - academia@santuarionacional.com

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Flávia Gabriela, em Releases

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.