Por Victor Hugo Barros Em Releases

Projeto social do Santuário de Aparecida promove baile de dia das mães

Foto de: Thiago Leon

Projeto social do Santuário de Aparecida promove baile de dia das mães

Baile do dia das mães do Projeto Trilhas do Viver de 2016

 

O Trilhas do Viver, projeto social do Santuário Nacional, promove na próxima sexta-feira (12), seu tradicional Baile de Dia das Mães. Durante o evento, haverá a escolha da miss e da princesa do projeto. Para concorrer, é preciso ter mais de 60 anos e participar das atividades desenvolvidas todas as semanas no Trilhas. A festa, que este ano traz como temática os Anos Dourados, acontece a partir das 19h na quadra da Casa do Pequeno, em Aparecida (SP). 

A atividade está em sua quarta edição e é realizada com idosos que participam do Trilhas do Viver, projeto social que promove, por meio de atividades lúdicas e educativas, eventos e passeios, a melhoria da qualidade de vida e autoestima de seu público. Podem participar homens e mulheres com sessenta anos ou mais, em situação de vulnerabilidade social.

As atendidas pela iniciativa esperam com ansiedade o momento, que já se consolidou como um dos principais eventos do projeto. “Estou com uma grande expectativa, porque tudo o que o projeto faz para nós é sempre muito bom. Já participei outras vezes, e sempre fico feliz porque o que está em jogo não é ser eleita miss ou princesa, mas sim se divertir.”, afirma Nilza Maria.

Além da diversão, a festa promete fazer as vovós retornarem a sua juventude. Com a temática Anos Dourados, o baile vai reviver os anos 50, 60 e 70, quando o rock e o twist eram presença marcante nas paradas de sucesso. Os vestidos de bolinha e as jaquetas devem complementar o clima retrô da comemoração.

Os familiares também são convidados a participar do baile, incentivando as idosas durante o desfile. “Além de mim, outros dois irmãos também participam do Trilhas, porque aqui a gente se sente bem. Quando chega o baile, a nossa família vem em peso e pode compartilhar essa alegria que a gente sente no projeto.”, conta Maria Donizete, usuária do projeto há dois anos.

Apesar da aparente disputa, a concorrência parece mesmo se tratar de uma grande brincadeira. Escolhida miss Trilhas do Viver no último ano, e princesa em 2015, Maria Durvalina não vê a hora da festa chegar para poder passar a faixa. Para isso, ela ainda dá dicas para as colegas. “O segredo para ser eleita é viver com alegria, ser extrovertida, brincar, sorrir, enfim, traduzir o que o Trilhas passa para nós.”, brinca.

Segundo a Coordenadora do Núcleo de Serviço Social, Any Renata de Freitas, essa é a oportunidade das idosas realizarem um sonho antigo. “Muitas delas tiveram na infância ou na adolescência o sonho de desfilar, e durante a festa, podem realizar esse sonho. Isso representa também a superação delas, que muitas vezes vencem a timidez e até a depressão para estar em cima da passarela.”, destaca Any.

O baile é apenas uma das diversas atividades realizadas pelo Trilhas do Viver. Oficinas de pintura em tecido, pintura em vidro e madeira, bordado em pedrarias, artesanato em feltro, informática e dança, também são oferecidas aos usuários do projeto. As atividades acontecem todas as manhãs de segunda-feira na Casa do Pequeno. Em 2016, o projeto acolheu 92 idosos, número pouco acima do registrado em 2015, quando foram atendidos 88 participantes. Além do Trilhas, outros seis projetos sociais são mantidos pelo Santuário Nacional.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Victor Hugo Barros, em Releases

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.