7º dia da Novena da Padroeira convida os devotos a serem missionários


Novena da Noite
Novena da Noite

A sétima noite da Novena de Nossa Senhora Aparecida refletiu o tema "Com Maria e Jesus, fazer-se Comunidade-Sacramento".

Celebrada nesta terça-feira (09), contou com a participação ilustre dos colaboradores do Santuário Nacional, que diariamente dedicam seu serviço à Casa da Mãe.

Thiago Leon
Thiago Leon
Colaboradores do setor de Segurança do Santuário carregam o andor de Nossa Senhora

A cerimônia foi presidida por Dom Dimas Lara Barbosa, arcebispo de Campo Grande (MS), que destacou que os sacramentos “são sinais visíveis da graça e misericórdia do Senhor” e que eles “impõem um compromisso missionário imprescindível”.

O bispo ainda recordou a diversidade dos dons missionários na Igreja: “Os dons são diversos como a diversidade de pessoas, mas são todos para se colocar a serviço da vida e da Igreja”.

Assim fazem diariamente os milhares de colaboradores do Santuário Nacional, representados no início da Novena, que se colocam a serviço da fé com profissionalismo e, acima de tudo, com coração missionário.

É o que partilha Josiane Maciel, membro da equipe da Campanha dos Devotos há 7 anos, com um grande sorriso: “Acaba se tornando mais do que um trabalho. Já é uma família. A gente convive diariamente com as pessoas e estar pertinho de Nossa Senhora, sabendo que vêm pessoas de tão longe, é emocionante”.

Emocionante também foi a entrada dos 12 colaboradores da Segurança do Santuário, que carregaram o andor de Nossa Senhora. Todos os dias eles garantem a estadia segura dos devotos de Aparecida e hoje, com muita honra, conduziram a entrada da imagem.

Jotair Godoy diz que o coração bateu forte ao poder levar Nossa Senhora e afirma:

“Na realidade, a gente não guarda.
É Ela quem guarda a gente”.

O vigilante Roberto Gomes explica que o setor faz a segurança de todas as áreas do Santuário, mas que não é apenas isso. “Nós cuidamos também da acolhida, do atendimento ao visitante. A gente está aqui para amparar os devotos na hora em que chegam e quando vão embora. E hoje nós é que nos sentimos ainda mais acolhidos por Nossa Senhora”, acrescenta.

É esse coração que transborda empenho pela missão e amor pela fé que Dom Dimas diz ser fruto sacramental.

“Com Maria, somos chamados a ser, em Cristo, comunidade-sacramento de salvação. E é assim, com Maria em Jesus, que haveremos de restaurar a vida. Que Maria nos ajude a sermos pessoas sinais do amor de Deus”.

Novena da Tarde
Novena da Tarde

‘Com Maria e Jesus, fazer-se Comunidade-Sacramento’, foi o tema refletido no 7º dia da Novena de Nossa Senhora Aparecida, com a participação especial dos devotos do Santuário do Morro de Nossa Senhora da Conceição, do Recife (PE). A celebração foi presidida pelo padre José Ulysses da Silva, pároco no Santuário em Recife.

Ivan Simas
Ivan Simas

Um dos momentos especiais da celebração é a Oração Piedosa, quando os devotos expressam, por meio da Ave-Maria, as intenções e a gratidão pela intercessão da Mãe Aparecida. Nesta terça-feira (09), a Oração Piedosa foi feita pelas irmãs da Congregação Filhas de Nossa Senhora do Divino Amor, da capital pernambucana.

Ivan Simas
Ivan Simas

Ambas estão pela primeira vez no Santuário de Aparecida e se emocionaram com a beleza da Casa da Mãe e pela oportunidade de trocar olhares tão de perto com a pequenina Imagem. “Para nós é uma grande graça representar a comunidade do Morro da Conceição, estando aqui no Santuário hoje. Viemos para agradecer e colocar os pedidos de todos do nosso Santuário no Recife”, expressou a irmã Patrícia Maria Avelino.

O celebrante, padre Ulysses, reforçou em sua homilia a importância de ser Comunidade-Sacramento, vivendo a unidade e a comunhão sem preconceitos e intolerância.

“Viver em comunidade é dizer que aceitamos o desafio de viver o amor de Deus. Se nos convencemos que a vida se conjuga com o amor, o grande desafio de viver e crescer em comunidade é o esforço de aceitar o desafio do mandamento do amor”.

O sacerdote completou a reflexão, descrevendo os compromissos de se viver o mandamento do amor. 

“Eu acredito que não é possível que eu não tenha o outro para amar, com quem confrontar, com quem caminhar, a quem perdoar, a quem suportar, a quem ajudar… Sem o outro, não existe amor em mim. E é nesse momento que a comunidade, aceitando esse desafio, se torna um sinal vivo, um sinal eficaz da Trindade Santa, Una e Trina.”

Foi nesse clima de viver o amor em comunidade que os devotos foram convidados, mais uma vez, a participar do gesto concreto que irá beneficiar as instituições assistidas pelo Santuário de Aparecida.

Leia mais
Leia mais

Acompanhe todos os detalhes da Novena e Festa da Padroeira 2018

SAIBA TODOS OS DETALHES

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.