Por Polyana Gonzaga Em Notícias

Cardeal Arcebispo revela detalhes sobre a visita do Papa a Aparecida (SP)

Na coletiva de imprensa, realizada nesta manhã (10), autoridades da Arquidiocese de Aparecida e do Santuário Nacional divulgaram detalhes sobre a visita do Papa Francisco a Aparecida (SP). Será a primeira atividade oficial do Santo Padre, integrando a agenda do Pontífice durante a Jornada Mundial da Juventude Rio2013.

Dom Raymundo Damasceno Assis, cardeal arcebispo de Aparecida, Dom Darci José Nicioli, bispo auxiliar de Aparecida, e padre Domingos Sávio, reitor do Santuário Nacional, falaram sobre o sistema de segurança e os detalhes da Santa Missa que será presidida pelo Papa em 24 de julho.

Dom Darci José adiantou que a comitiva de segurança do Vaticano, que esteve no Santuário no último sábado (08), fez apenas um pedido: “Solicitaram que todas as lombadas das ruas e avenidas sejam retiradas para facilitar o trajeto do papamóvel”.

As autoridades também informaram que o percurso a ser realizado terá duração de 45 minutos, aproximadamente: “Será um trajeto bem lento, para que todos tenham a oportunidade de vê-lo. O público ficará distante alguns metros, devido às barreiras, mas todos verão o pontífice passar”, garantiu o bispo auxiliar. O tempo estimado não inclui a possibilidade de quebra de protocolo, como tem ocorrido na Praça São Pedro, quando Francisco desce do carro para saudar os fiéis, podendo ser estendido.

Outra possibilidade é que os devotos que participarão da missa deverão passar por dectetores de metais, caso a celebração aconteça no espaço interior da igreja.

Liturgia - Antes da Missa Solene, o Papa adentrará na Capela dos Apóstolos onde terá a oportunidade de venerar a Imagem de Nossa Senhora Aparecida. “O Papa quer que esta visita seja um momento íntimo, como devoto de Nossa Senhora. Vemos nisso uma vontade do Papa em renovar seu pontificado e oferece-lo à Santa”, disse Dom Raymundo Damasceno Assis, Cardeal Arcebispo de Aparecida.

A Missa Solene será concelebrada pelos bispos que acompanharem o Santo Padre, além dos bispos brasileiros que desejarem participar: “Evidentemente, nós entendemos que o número de concelebrantes não será tão grande, já que a maioria já estará no Rio de Janeiro, em razão da JMJ”.

O texto que o Papa utilizará será o mesmo utilizado no dia da Padroeira do Brasil: “Será uma festa própria de Nossa Senhora Aparecida, com paramentos brancos, já que será uma missa solene, típica do dia 12 de outubro”, disse Dom Damasceno.

O cardeal informou ainda que a Comitiva de Liturgia do Vaticano, chefiada por Monsenhor Guido Marini, voltará ao Santuário cerca de dois dias antes da chegada de Francisco para oferecer treinamento àqueles que estarão próximos ao Santo Padre. Isso inclui o credenciamento que ficou a cargo de uma comissão presidida por Dom Darci Nicioli. “Todos os diáconos, padres e bispos que chegarem perto do pontífice estarão credenciados, além dos que vão atendê-lo no Seminário. Autoridades que participarão, como governador e o prefeito, serão credenciados também”, explicou Dom Damasceno.


Siga o A12 no twitter.com/portal_a12
Santuário Nacional: twitter.com/padroeira
Curta facebook.com/santuariodeaparecidaoficial

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Polyana Gonzaga, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.