Por Valquíria Vieira Em Notícias

Celebração das Dores de Maria reflete questões do Tráfico Humano

O Santuário Nacional de Aparecida realizou neste Sábado Santo (19) a celebração das dores de Maria às 9h no Altar Central refletindo as dores das pessoas que sofrem com o tráfico humano.

O padre Herivelton Jeder Pereira, missionário redentorista, presidiu a celebração e meditou junto aos fiéis as sete dores de Maria refletindo sobre a realidade atual do tráfico humano, tema da Campanha da Fraternidade 2014.

Sobre a primeira dor de Maria, padre Herivelton esclareceu sobre a realidade das variadas modalidades do tráfico humano e pediu a intercessão de Nossa Senhora por esses que sofrem por crimes como o tráfico para o trabalho escravo, adoção ilegal, tráfico de órgãos e exploração sexual.

“Nós rezamos e pedimos a Deus por essas pessoas, pois Nossa Senhora ainda sofre as dores de seus filhos que foram distanciados de suas famílias. Sejamos perseverantes, rezando e olhando para essa realidade orando por esses irmãos que sofrem”.

Durante toda a celebração o presidente da celebração pediu orações para as pessoas que sofrem com os crimes das diversas modalidades do tráfico humanos e ao final pediu que todos tenham esperança e confiança em Deus.

“Maria sepultou seu filho em sua última dor, mas junto a essa dor estava a fé em Deus, ali não era o fim, mas um momento. Diante de tanto sofrimento nós não podemos perder a esperança. Deus está conosco, muitas pessoas estão trabalhando no combate ao tráfico humano. Nossa Senhora está conosco, que ela conduza por meio do seu filho que a nossa luz todos os que sofrem desse mal atual “, finalizou.

A celebração das dores de Maria no Santuário Nacional foi acompanhada por milhares de fiéis presentes em Aparecida para as celebrações da Semana Santa e Páscoa.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Valquíria Vieira, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.