Por Marília Ribeiro Em Notícias

Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é celebrada no Santuário Nacional

A Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro foi celebrada no Santuário Nacional na manhã dessa terça-feira (27), na Santa Missa das 9h no Altar Central, deixando como mensagem principal a inspiração do ícone da Mãe do Perpétuo Socorro para que todos renovem a sua fé e esperança em Cristo.

Como missionários responsáveis pela difusão da devoção a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro a Congregação dos Missionários Redentoristas celebra nesse dia 27 de junho, a grande Padroeira das Missões Redentoristas.




Padre Camilo Júnior destacou em sua homília a importância dos fiéis restabelecerem a confiança em Deus, por meio da imagem de Maria que apresenta Jesus, aquele que é o Perpétuo Socorro.

“O ícone mostra a imagem de Maria, que com o seu olhar voltado para nós quer nos alcançar e com sua mão apontada para Jesus quer nos mostrar que Ele é o caminho, o nosso Perpétuo Socorro.”

O ícone, um dos mais venerados em todo o mundo, é uma pintura bizantina que retrata Nossa Senhora da Paixão, o mistério do amor Redentor de Cristo. Ao detalhar a simbologia, o sacerdote apresenta o compromisso de Maria de ser sinal de esperança, convidando todo fiel a também viver a espera em Cristo.

“Maria sempre foi na vida do povo, sinal de esperança, Aquela que soube esperar em Deus também renova em nosso coração a esperança de esperar em Deus.”

::Simbologia do Ícone de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro::

Fazendo referência ao evangelho (João 19, 25 a 27) o celebrante reforçou a figura de Maria na história da salvação, o seu sim a Deus e a sua entrega a vontade de Deus.

"O evangelho nos coloca na bonita cena de Maria aos pés da cruz, em nossa devoção a Nossa Senhora em muitos momentos nos rezamos e meditamos a dor de Maria, e diante da dor de Maria, nós encontramos forças para superar a nossa própria dor".

O missionário redentorista, padre Camilo frizou também: “Você quer aprender a ser obediente, olhe para Maria aos pés da cruz”.

Ao finalizar sua homilia, o sacerdote cantou a música 'Maria de Minha infância' do padre Zezinho.

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Marília Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.