Por Polyana Gonzaga Em Notícias

Lava-pés: Dom Damasceno pede que fiéis se coloquem a serviço dos irmãos

Missa da Ceia do Senhor no Santuário Nacional - 24/03/16 Foto: Thiago Leon

Foto: Thiago Leon

 

Milhares de fiéis acompanharam a Missa da Ceia do Senhor, às 21h, no Altar Central, do Santuário Nacional de Aparecida, nesta quinta-feira santa (24). A celebração foi presidida pelo Cardeal Arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno Assis, que relembrou a última ceia de Jesus Cristo com os doze apóstolos.

:: Veja aqui a programação completa da Semana Santa no Santuário Nacional ::

 

O centro da celebração da Quinta-Feira Santa é a instituição da Eucaristia, do sacerdócio ministerial e o novo mandamento do amor que Jesus deu aos seus discípulos.

“Cristo associa sua última ceia ao dom de sua vida sobre a cruz. Ao participar desta ceia, nós tomamos parte na vida de Cristo focada no amor, no serviço ao irmão. É o que o gesto do Lava-pés significa”, afirmou Dom Damasceno.

O Cardeal explicou aos fiéis que participar da Eucaristia, comungar o corpo e o sangue de Cristo, é comprometer-se a fazer da própria vida, a exemplo de Jesus, uma entrega fraterna e solidária aos nossos irmãos, especialmente, aos mais necessitados, os enfermos, os pobres, as pessoas com deficiência, os anciãos, as crianças. “Participar da Eucaristia, entrar em comunhão com Cristo e entrar neste espírito de serviço a todo homem, nosso irmão”, acrescentou.

 

Sobre a Campanha da Fraternidade, o Arcebispo de Aparecida ressaltou que o tema recorda-nos a corresponsabilidade na construção de um mundo sustentável, justo e habitável para todos. “Deus nos entregou a obra de sua criação para cuidarmos dela. Todos somos corresponsáveis pelo cuidado da nossa casa comum, o planeta Terra, por isso, devemos denunciar os pecados da ganância e do egoísmo que ameaçam a vida no nosso planeta”.

Ao final da celebração da Santa Ceia o altar foi desnudado, ou seja, foram retiradas todas as flores, velas e toalhas. O Altar fica vazio como sinal da tristeza da humanidade pela morte de Jesus.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Polyana Gonzaga, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.