Por Santuário Nacional Em Notícias

'Mães da Sé' vão participar do 6º dia de Novena

‘Maria, Senhora e Amparo dos Sofredores’, será o subtema do 6º dia do novenário de Nossa Senhora Aparecida, que acontece neste sábado, dia (08). Na Novena Solene da Noite, o presidente da celebração é Dom Antônio Emídio Vilar, Bispo de São Luiz de Cáceres (MT).

A celebração promete vários momentos importantes de emoção e devoção, inclusive a participação das “Mães da Sé”, conhecidas em todo o Brasil desde 1996, pela iniciativa de reunir na Praça da Sé, em São Paulo (SP), mães que têm filhos desaparecidos.

O tema do dia é uma oportunidade única para refletir Maria como uma Mãe que também sofreu pelo seu filho.

maes_da_se_daniele_souza_1

A Presidente e Fundadora da Associação Mães da Sé, Ivanise Esperidião comenta com entusiasmo a participação na Novena. “Participamos da Novena desde 2007 e isso mostra que a Igreja está engajada em várias causas sociais, inclusive no desaparecimento de pessoas. Para nós é muito importante, pois é uma demonstração de fé e de carinho. Quando entramos no Altar Central e os Bispos falam da nossa dor, sempre nos passam esperança, conforto, paz e carinho”, pontua.

Este ano são 44 mães de diversos Estados do Brasil que vão participar da Novena. A útima vez que elas se reuniram no Santuário Nacional durante o período da Festa da Padroeira foi em 2014. “O sentimento de cada uma delas é de acolhimento”, afirma Ivanise.

::Festa da Padroeira 2016 terá shows em louvor a Nossa Senhora Aparecida

::Confira a programação da Novena e Festa da Padroeira

Apelo

Em 20 anos, as ’Mães da Sé’ já localizaram 4363 pessoas. A fundadora opina que gostaria que a sociedade fosse a principal aliada na causa, para criar forças e cobrar mais atenção das autoridades em relação a causa do desaparecimento. “A luta das ‘Mães da Sé’ não se perdeu no caminho, nem tampouco é em vão. É tempo de lembrar e fazer das lembranças de nossos filhos, o combustível para a luta que continua até encontrarmos uma resposta”.

Ivanise reflete que a dor integra a natureza do trabalho. É em meio ao sofrimento que se busca e se recebe a solidariedade e o alento de parceiros. “O apoio não só alivia a caminhada, como amplia as vitórias. Nos dá o compromisso de com eles nos congratularmos ainda perguntando: Para onde estão indo nossos filhos?”, finaliza.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Santuário Nacional, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.