Por Laura Galvão Em Notícias

Novena da Padroeira: Maria é exemplo de discípula da obediência

Maria, Mãe da obediência em Cristo foi o tema deste segundo dia da Novena da Padroeira do Brasil. Repleta de devotos reunidos no Santuário Nacional, a celebração deste domingo (04), às 15h, foi presidida pelo missionário Redentorista do Santuário Nacional, Pe. Walteir Gonçalves Magalhães.

segundo_dia_da_novena_da_tarde_foto_michell_lima

Em sua reflexão, Pe. Walteir descatou que a grande frase da história de Maria foi: “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua Palavra”. “A vida de Maria começa a sair do seu controle. Ela começa entender que quem manda agora é Deus. Postura corajosa e ao mesmo tempo perigosa. Como ser fiel a Deus até o fim?”, indagou.

O sacerdote, então, retomou momentos do Evangelho como a anunciação, o Calvário, até chegar à aparição de Jesus Ressuscitado, refletindo sempre as atitudes obedientes de Maria.

E depois de aceitar a missão de ser filha de Deus – continuou a refletir o sacerdote – Maria se colocou como Mãe de toda a humanidade. “E até hoje temos os frutos dessa obediência de Nossa Senhora. Que ela sempre seja sinal de obediência para nós”, finalizou.

Assita à reflexão de Pe. Walteir na íntegra:

A Novena contou com a participação da Rede Feminina de combate ao Câncer, dos seminaristas da Congregação do Santíssimo Redentor e do Seminário da Arquidiocese de Aparecida, dos pacientes e integrantes da Casa de Apoio Sol Nascente e da Associação de Dentistas.

O encerramento da tarde aconteceu com a bênção do Santíssimo Sacramento, seguida da consagração à Nossa Senhora. Ao final, inúmeros devotos presentes no Santuário Nacional ofertaram suas rosas ao pés da imagem da Mãe Aparecida. São romeiros de todas as partes do país que vêm à Casa da Mãe para fazer seu momento de devoção. Mas, em meio a tantos que vêm de longe, também encontramos aqueles de perto, que mesmo com a movimentação da Festa da Padroeira, não deixam de marcar presença no Santuário.

Foto de: Laura Galvão

devotos_na_novena_da_tarde_1

Anderson, Lucilene e Mel Eduarda - Aparecida (SP)

Como é o caso de Anderson Geraldo, morador de Aparecida (SP) que vem todos os anos à Novena de Nossa Senhora e traz consigo sua família. Para ele, outubro é o mês especial de Nossa Senhora, por isso acredita ser importante estar no Santuário, trazendo sempre um motivo especial: “primeiro a gente vem agradecer. Sempre o que pedimos, Ela nos atende, por isso a gente costuma vir mesmo para agradecer”.

Já sua esposa, Lucilene Guimarães, ressalta a alegria de estar em família na Casa da Mãe: “é muito contagiante participar da novena”. E também a pequena Mel Eduarda, filha do casal, completa radiante: “a igreja aqui é muito acolhedora”.

Foto de: Laura Galvão

devotos_na_novena_da_tarde_2

Maria Brígida, acompanhada pela Mãe - Guaratinguetá (SP)

Outra devota também de perto é Maria Brígida, que veio da cidade vizinha, Guaratinguetá (SP). Ela conta que todos os anos participa da Novena e que já alcançou diversas graças por meio da intercessão de Nossa Senhora Aparecida: “Minha neta tem alergia à lactose e uma vez teve reação e perdeu a respiração. Eu estava sozinha e recorri à Nossa Senhora e ela voltou a respirar de novo. Nossa Senhora devolveu a vida dela”.

Mas, o que traz mesmo Maria ao Santuário é seu amor à Nossa Senhora. Carinho, que divide com toda a família, até aos mais pequeninos: “Sempre trago também os meus três netos pra que eles possam desde já ir conhecendo a Casa da Mãe e já ir crescendo o amor deles por Ela”.

Veja as fotos do segundo dia da Novena da Padroeira:

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Laura Galvão, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.